Novo superintendente do HMP é especialista em administração hospitalar

Da Redação
11/04/2019 14:04:35
Novo superintendente do HMP é especialista em administração hospitalar

Loira (DC) acredita que a contratação pode resolver e melhorar muitas coisas no HMP

Eduardo Melhado Sant’Anna tem pela frente o desafio de tirar o hospital municipal de Paulínia da crise que vive há vários anos

Bacharel e pós-graduado em gestão hospitalar pela faculdade de administração do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e de Pesquisas Hospitalares (IPH),  Eduardo Melhado Sant’Anna, é o novo superintendente do Hospital Municipal de Paulínia (HMP), nomeado segunda-feira (1) pelo prefeito interino Antonio Miguel Ferrari, o Loira (DC). 

Sant’Anna, que já administrou grandes hospitais como o Hospital Central de Osasco, na Grande São Paulo, e Santa Casa de Santo Amaro, na Capital, tem pela frente o desafio de tirar o HMP da crise que vive há vários anos. A falta de atendimento em várias cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas) tem sobrecarregado o único hospital público de Paulínia, causando uma disputa entre pacientes locais e de fora.

Além disso, o HMP enfrenta problemas estruturais, falta de medicamentos e insumos, aparelhos de exames que não funcionam, cancelamentos de cirurgias eletivas, entre outras deficiências. “Sem sombra de dúvida, a situação da saúde de nossa cidade é muito crítica. São anos de falta de gestão e desrespeito às pessoas que dela precisam. Assumi a Prefeitura há pouco mais de dois meses e, nesse pouco tempo, não tenho poupado esforços para melhorar esse quadro. Acredito que, com a chegada do novo superintendente conseguiremos resolver e melhorar muitas coisas no hospital e, assim, atender a população com mais dignidade”, disse o prefeito Loira (DC).

Nova UBS

Nesta quarta-feira (10), o governo interino municipal anunciou que a nova Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Cooperlotes entrará em funcionamento no dia 22 deste mês. Construída pelo Governo do Estado, por meio do programa Saúde em Ação, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, a UBS porte II terá 6 consultórios (1 odontológico), salas de curativos, vacinas, inalação, medicamentos e de atividades coletivas, entre outras, e capacidade para 180 atendimentos diários.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Luis Carlos Casarin, a UBS contará com a equipe que a rede básica exige para atender a população. “Além dos médicos, teremos enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos e assistentes sociais. Então, nós teremos uma equipe completa, neste sentido”, afirma.

Quanto às especialidades médicas, Casarin informou que a UBS contará com pediatria, ginecologia e clínica geral.  “Nós temos à disposição dois médicos de cada área. No entanto, é importante destacar que não necessariamente todos os períodos terão dois profissionais lá de cada área atuando, porque aí depende muito da demanda da UBS e também da disponibilidade da carga horária dos profissionais que a gente tem na rede”, explicou o secretário.

Foto: Arquivo/Correio Imagem

Comentar