Exploração do turismo em Paulínia pode custar mais de R$ 7 milhões em 2019

Da Redação
22/10/2018 21:10:59
Exploração do turismo em Paulínia pode custar mais de R$ 7 milhões em 2019

Informatizar as UBSs foi promessa constante nas campanhas dos últimos prefeitos eleitos de Paulínia

Informatização da saúde ficará com pouco mais de R$ 3 milhões; verbas estão reservadas no PL do Orçamento que Dixon (Progressistas) enviou à Câmara

Informatização da saúde e obras destinadas à exploração do turismo doméstico são os destaques desta quarta reportagem da série “Orçamento 2019”, cuja receita está estimada em R$ 1,7 bilhão.

Confira as três primeiras
Orçamento de R$ 1,7 bilhão para 2019 chega à Câmara com erros

Gastos com lixo e limpeza podem ultrapassar os R$ 50 milhões em 2019


Prefeito pretende gastar R$ 67 milhões com asfalto: R$ 16 milhões só no Cascata

O prefeito Dixon Carvalho (Progressistas), autor do projeto do orçamento que tramita na Câmara Municipal, reservou R$ 7.055.000,00 (sete milhões e cinquenta e cinco mil reais) para estimular o turismo na cidade e R$ 3.156.000,00 (três milhões, cento e cinquenta e seis mil reais) para informatizar a rede municipal de saúde.

Os principais pontos atrativos de Paulínia são o Parque Zeca Malavazzi, Mini Pantanal do Parque da Represa, Zoológico Municipal e Jardim Botânico “Adelmo Piva Junior”. Desses, o Zoológico está fechado para visitação pública, o Malavazzi e Mini Pantanal a administração Dixon (Progressistas) anunciou que serão revitalizados com recursos da Caixa Econômica Federal.

Já a informatização  da saúde, além de ser uma necessidade antiga do setor, foi promessa de campanha dos últimos prefeitos eleitos do município, incluindo o atual. Com pouco mais de 100 mil habitantes, Paulínia possui mais de 280 mil usuários cadastrados nas oito Unidades Básicas de Saúde (UBSs)

Além de elevar a eficiência e a qualidade do atendimento aos usuários, a informatização da saúde é vital para o governo ter controle absoluto da aplicação dos recursos, acompanhar o histórico, dados e resultado de exames dos pacientes, verificar em tempo real a disponibilidade de medicamentos ou mesmo registrar as visitas de agentes de saúde, melhorando o atendimento ao cidadão paulinense. 

Foto: Divulgação/PMP

Comentar