Embargos rejeitados, Dixon deve apresentar recurso especial no TRE-SP

Da Redação
17/10/2018 21:10:55
Embargos rejeitados, Dixon deve apresentar recurso especial no TRE-SP

O prefeito de Paulínia teve o mandato cassado por abuso de poder econômico e captação ilícita de dinheiro em 2016

O Correio apurou que o prefeito de Paulínia deve perder, mais uma vez, no tribunal eleitoral paulista e recorrer ao TSE para manter-se no cargo

Como já era esperado, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) rejeitou na tarde desta quarta-feira (17) os embargos de declaração de Dixon Carvalho (Progressistas) contra a cassação do mandato dele, por abuso de poder econômico e captação ilícita de dinheiro nas eleições 2016. A condenação em primeira instância do prefeito de Paulínia ocorreu em setembro do ano passado e foi mantida pelo TRE-SP dia 15 de agosto último. A cassação também vale para o vice-prefeito Sandro Caprino (PRB). 

Após a publicação da decisão de hoje (17), pelo não acolhimento dos embargos, a defesa de Dixon (Progressistas) deve apresentar um Recurso Especial Eleitoral (Respe), cuja admissibilidade ou não será decidida monocraticamente pelo presidente do TRE-SP, desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin

O Correio apurou que a tendência é Padin não admitir o Respe. Nesse caso, a defesa do prefeito de Paulínia deve apresentar um agravo regimental, recurso que obriga o TRE-SP enviar o caso ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em Brasília, que pode autorizar ou não, em caráter liminar (provisório), a permanência de Dixon no cargo, até o julgamento final do processo. A decisão 

Foto: Arquivo

Comentar