Contrato de “tapa-buracos” é renovado e revitalização do Zeca Malavazzi anulada

Da Redação
11/08/2018 13:08:26
Contrato de “tapa-buracos” é renovado e revitalização do Zeca Malavazzi anulada

Verba para o Malavazzi está no convênio de R$ 3,3 milhões assinado com a Caixa, em dezembro

Recuperação de asfalto já custou mais de R$ 6 milhões aos cofres de Paulínia; com verba federal e municipal "Malavazzi" seria revitalizado por pouco mais de R$ 250 mil

Na manhã de 13 de dezembro passado, o prefeito Dixon Carvalho (Progressistas) assinou um pacote de convênios com a Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 3,3 milhões. O dinheiro foi destinado ao município pelo governo federal, sendo R$ 2 milhões por meio do Ministério de Esportes, e, R$ 1.333.000,00 em emendas parlamentares dos deputados federais Paulo Freire (PR) - R$ 933 mil – e Carlos Sampaio (PSDB) – R$ 400 mil

De acordo com a administração Dixon (Progressistas), os recursos serão utilizados pelas secretarias de Turismo e Eventos, Esportes e Obras e Serviços Públicos, nos seguintes projetos: revitalização da Feira do São José, Mini Pantanal e Parque Zeca Malavazzi e  implantação de academias ao livre no Jardim São Bento, Itapuã, Betel, João Aranha, Santa Terezinha e Bom Retiro; reparos e modernização dos ginásios Agostinho Fávaro Lara, Ítala Calegaris e  Vicente Amatte; e recapeamento da Rua São Bento. 

Dos projetos com recursos federais anunciados, apenas a revitalização do Mini Pantanal, no Parque da Represa, e o recapeamento da Rua São Bento foram licitados pela Prefeitura de Paulínia, por R$ 276.285,97 e R$ 397.976,39, respectivamente. Já a licitação de R$ 250.791,09 para revitalizar o Parque Zeca Malavazzi  foi revogada, conforme edital publicado na edição de quinta-feira (9) do Semanário Oficial. 

Asfalto
O secretário de Obras e Serviços Públicos de Paulínia, Valdir Terrazan, informou que, entre julho ano passado e maio deste, mais de 80 mil buracos, espalhados por 420 ruas da cidade, deixaram de existir. Nesse período, a empresa responsável pelo serviço recebeu R$ 6.062.539,37 (seis milhões, sessenta e dois mil, quinhentos e trinta e nove reais e trinta e sete centavos), segundo dados do Portal da Transparência Municipal.

O contrato da operação tapa-buracos, que venceu nesta sexta-feira (10), foi renovado por mais um ano, pelo mesmo valor inicial: R$ 6.847.500,00 (seis milhões oitocentos e quarenta e sete mil e quinhentos reais), de acordo com prorrogação publicada na imprensa oficial do município.

Foto: Site da Prefeitura de Paulínia/Reprodução

Comentar