Chega à Câmara fim da tarifa zero aos domingos e feriados

Da Redação
18/07/2018 21:07:02
Chega à Câmara fim da tarifa zero aos domingos e feriados

Empresa já chegou solicitar escolta da Guarda Civil, em dias de passagem de graça

Atos de vandalismo, consumo de drogas e até violência no transporte coletivo de Paulínia cresceram a partir de 2010, quando o benefício foi criado

No início do segundo semestre legislativo, que começa dia 7 de agosto, a Câmara Municipal de Paulínia deve votar o fim da tarifa zero no transporte coletivo da cidade (Projeto de Lei 39/2018). O benefício foi criado em 2010, dentro do Programa de Ação Social (PAS), e, é válido apenas aos domingos e feriados.

Desde a implantação da passagem de graça, pelo menos quatro vezes por mês, o número de ocorrências de vandalismo contra os coletivos, consumo de drogas e até violência dentro dos ônibus aumentaram consideravelmente. Em alguns casos, a empresa Viação Passaredo solicitou escolta da Guarda Civil para garantir a segurança de motoristas e cobradores.

De janeiro até o último dia 4, a Prefeitura de Paulínia desembolsou, segundo dados do Portal da Transparência Municipal, R$ 8.023.306,61 (oito milhões, vinte e três mil, trezentos e seis reais e sessenta e um centavos) em subsídio de tarifa do transporte coletivo urbano, incluindo a gratuidade aos domingos e feriados. Se a proposta for aprovada pela Câmara, a tarifa de R$ 1 passará a valer todos os dias. 

Foto: Arquivo

Comentar