Dixon (PP) escapa de terceira denúncia contra ele, na Câmara

Da Redação
01/08/2017 21:08:27
Dixon (PP) escapa de terceira denúncia contra ele, na Câmara

A denúncia rejeitada será arquivada pelo Poder Legislativo Municipal

A maioria dos vereadores não autorizou uma Comissão Processante (CP), para investigar supostos crimes atribuídos ao Chefe do Executivo

Por 8 votos a 6, a Câmara Municipal de Paulínia acaba de rejeitar mais uma denúncia contra o prefeito Dixon Carvalho (PP), dessa vez, por enriquecimento ilícito, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, fraude e superfaturamento em contratação emergencial, na Prefeitura de Paulínia. A denúncia foi formalizada na Câmara, no último dia 12 de julho, pelo assistente administrativo Eduardo Evangelista Figueiredo e pelo advogado Claudio Roberto Nava. 

O Ministério Público (MP) de Paulínia está investigando o suposto enriquecimento ilícito de Dixon (PP). Segundo as acusações, feitas pelo Jornal Tribunal e entregues ao MP pelo munícipe Aldo Lima Guimarães, em sete meses o patrimônio pessoal do prefeito saltou de R$ 591 mil para R$ 5 milhões.  O prefeito nega todas as acusações e diz que vai provar que tudo foi feito dentro da legalidade.

A FAVOR DA DENÚNCIA 
Tiguila Paes (PPS)
Kiko Meschiati (PRB)
Fábia Ramalho (PMN)
Fábio Valadão (PSDB)
Edilsinho Rodrigues PSDB)
Danilo Barros (PR)

CONTRA A DENÚNCIA
Flávio Xavier (PSDC)
Loira (PSDC)
João Pinto Mota (PSDC)
Xandynho Ferrari (PSD)
Marcelo D2 (PROS)
Manoel Filos da Fruta (PCdoB)
Marquinho Fiorella (PSB)
Zé Coco (PV)

Foto: Salete Camargo/Colaboração

Comentar