Registros da Câmara mostram Tiguila (PPS) como o vereador que mais cobrou o Executivo, em 2016

Da Redação
06/05/2017 19:05:29
Registros da Câmara mostram Tiguila (PPS) como o vereador que mais cobrou o Executivo, em 2016

Levantamento abrange apenas os nove reeleitos para o mandato atual: Fiorella (PSB) vem em 2º, com 38 pedidos de informações ao ex-prefeito Pavan (PSDB)

Em 2016, a Câmara Municipal de Paulínia votou e aprovou 621 Requerimentos, a maioria dirigida ao então prefeito José Pavan Junior (PSDB). Requerimento é um importante instrumento de fiscalização dos atos do Poder Executivo Municipal, através do qual, o vereador pede ao prefeito informações, documentos, entre outros dados, principalmente sobre contratos e despesas com o dinheiro público.

Dados da Câmara mostram que do total de Requerimentos aprovado no ano passado 289 foram apresentados pelos vereadores Danilo Barros (PR), Du Cazellato (PSDB), Edilsinho Rodrigues (PSDB), Fábio Valadão (PRTB), Flávio Xavier (PSDC), João Mota Pinto (PSDC), Marquinho Fiorella (PSB), Tiguila Paes (PPS) e Zé Coco ((PV), todos reeleitos na última eleição municipal.  

Com base nos números oficiais, disponíveis no site do Legislativo Paulinense, o Correio montou mais um ranking dos vereadores que mais questionam o Poder Executivo, por meio de Requerimentos - confira o primeiro levantamento publicado em 2015, referente ao ano de 2014, e o segundo publicado em 2016, referente ao primeiro semestre do ano passado. Além do número apresentado por cada parlamentar, o levantamento mostra também a quantidade de Requerimentos respondidos/não respondidos pelo Prefeito Municipal. CONFIRA NA IMAGEM.

2017
Neste ano, até a 7ª sessão ordinária da Câmara, realizada dia 25 passado, 14 dos atuais 15 vereadores de Paulínia já apresentaram 133 Requerimentos, sendo 100 deles dirigidos ao atual prefeito Dixon Carvalho (PP) – média de 14 requerimentos, por sessão. O único vereador que ainda não fez nenhum questionamento ao atual Chefe do Poder Executivo Municipal, até a sessão pesquisada, foi o vereador João Pinto Mota (PSDC).

Foto: Correio Paulinense/Criação

Comentar