POSSE-CULTO: Dixon (PP) abandona discurso político, lê salmo e usa hinos como mensagens à população e adversários

Da Redação
01/01/2017 16:01:15
POSSE-CULTO: Dixon (PP) abandona discurso político, lê salmo e usa hinos como mensagens à população e adversários

Na Tribuna, Dixon (PP) orou por seu governo, que se inicia hoje (1º)

O tradicional lado político foi mantido pelo vice Caprino (PRB) e os 15 vereadores empossados, na manhã deste primeiro do ano

Quem foi à Câmara Municipal na expectativa de ouvir do prefeito Dixon Carvalho (PP) um discurso indicando os rumos que seu governo prepara a para a cidade, a partir de agora, saiu de lá frustrado, do ponto de vista político. Em vez de anunciar medidas para resolver problemas emergenciais enfrentados pelo município, em áreas como saúde, segurança, transporte, educação, entre outras, o novo prefeito de Paulínia adotou um discurso exclusivamente evangélico, com trilha sonora gospel,  usada como mensagens à população e, também, aos seus adversários políticos.

Com voz mansa, embargada,  e até forçando o choro, em alguns momentos, Dixon (PP), pediu palmas para Jesus, convidou o público à orar, e leu o Salmo 75 da Bíblia Sagrada. “Que eu seja o instrumento de Deus para governar a nossa cidade”, disse ele, de braços abertos, lembrando o Cristo Redentor, do Rio de Janeiro, uma das 7 maravilhas do mundo. A plateia embarcou no momento “Silas Malafaia” de Dixon (PP), que conseguiu emocionar alguns.

No Paço
O cerimonialista da Câmara Municipal, Reginaldo Naves, convidou os presentes na posse para um ato, às 18h, na Prefeitura Municipal, quando Prefeito e Vice-Prefeito tomarão posse de seus respectivos gabinetes. Além disso, a assessoria de imprensa Dixon (PP) acaba de informar ao Correio que o prefeito anunciará o Secretariado Municipal, no evento de logo mais, na Prefeitura. 

Foto: Tulio Silva/Correio Imagem

Comentar