Em nota, Segurança diz que estudante era um dos “mais agressivos”, mas se houve abuso dos guardas será apurado

Da Redação
08/11/2016 14:11:03
Em nota, Segurança diz que estudante era um dos “mais agressivos”, mas se houve abuso dos guardas será apurado

Imagem retirada de vídeo divulgado, mostra viatura da GM parada em frente à escola do São José

Ainda segundo a Secretaria, dois guardas foram feridos e uma viatura apedrejada

Na manhã de ontem (7), uma briga entre alunos da Escola Estadual Residencial São José, no bairro São José, região norte de Paulínia, terminou com o adolescente M.S.C, de 16 anos, apreendido pela Guarda Municipal de Paulínia. A apreensão do menor, pela GM, foi filmada por alunos da escola e as imagens divulgadas em redes sociais, como Facebook

Um dos vídeos mostram duas situações que sugerem suposto abuso de autoridade por parte dos guardas municipais que atenderam a ocorrência. Na primeira, um Gm dá uma “gravata” no adolescente e depois o arrasta até próximo da viatura, parada em frente à escola. Na segunda, um outro guarda desfere um soco no braço direito de M., que se segurava na grade da escola para não ser levado pelos policiais. Alguns dos estudantes em volta começam a agredir com palavrões os guardas municipais e a confusão se generaliza. 

Uma segunda viatura da GM chega ao local e o menor é colocado no camburão e depois levado à Delegacia de Polícia Civil. Ainda não se sabe, ao certo, o motivo da briga que gerou toda a confusão, mas estudantes da escola do São José relatam que quando a GM chegou tudo já havia terminado. 

Em nota enviada ao Correio, no início desta tarde,  a Secretaria Municipal de Segurança Pública deu a sua versão oficial dos fatos. “Ele (o menor M.S.C, apreendido) estava envolvido na confusão, era um dos mais agressivos e teria pulado o muro da escola para fugir”, diz a nota.  Entretanto, a Secretaria de Segurança destaca que “se constatado algum abuso por parte dos guardas o caso será apurado pela Corregedoria da Guarda Municipal”.     

VEJA A ÍNTEGRA DA NOTA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SEGURANÇA PÚBLICA DE PAULÍNIA

Em relação às informações solicitadas, a Guarda Municipal de Paulínia esclarece que:
 
- Foi acionada por duas vezes na manhã desta segunda-feira (7) pela direção da escola estadual, com o intuito de conter uma briga entre alunos;
 
- No primeiro chamado, a Guarda obteve a conciliação entre os alunos. Porém, o segundo chamado dava conta de uma briga generalizada no interior da escola;
 
- Ao chegar no local, a Guarda Municipal se deparou com o rapaz na rua. Ele estava envolvido na confusão e era um dos mais agressivos, e teria pulado o muro da escola para fugir;
 
- Ao ser informado que seria levado à delegacia, se recusou. Diante da resistência, a Guarda Municipal usou da força física para leva-lo à viatura e à delegacia;
 
- Agora, todo o caso, inclusive a participação de outros estudantes na briga, será apurado pela autoridade policial e se constatado algum abuso por parte dos guardas, o caso será apurado pela Corregedoria da Guarda Municipal;
 
- Durante o atendimento da ocorrência, a viatura da Guarda Municipal foi alvo de pedradas e dois guardas foram agredidos e feridos, e passaram por exame de corpo de delito;
 
- Importante ressaltar que em nenhum momento a Guarda Municipal usou armas ou fez referências ao uso de armas para conter o tumulto ou a resistência do rapaz.

Foto: Reprodução/Redes Sociais 

Comentar