Convenção do PSDB que deve confirmar José Pavan Junior candidato à reeleição será sábado, no...

Da Redação
26/07/2016 21:46:00
Convenção do PSDB que deve confirmar José Pavan Junior candidato à reeleição será sábado, no Ginásio Poliesportivo do Jardim Calegaris

PPS, Solidariedade, PRB, PTB, PCO, PSOL, PEN, PSDC e PMDB marcaram suas escolhas para a próxima semana

[imagem] A temporada paulinense de convenções partidárias começou quinta-feira (20), com o Partido Progressista (PP) confirmando a candidatura do empresário Dixon Carvalho à Prefeitura Municipal, nas eleições deste ano. Entretanto, o candidato a Vice-Prefeito ainda não foi definido pelo partido. O Correio Paulinense apurou que o PP ainda aposta todas as fichas em Adilson Domingos Censi, o Palito, do Solidariedade, para ocupar a vaga. “Caso a dobradinha não se concretize, o Vice de Dixon será escolhido dentro do próprio PP”, disse uma fonte, ligada à cúpula do partido.


Já no próximo sábado (30), todos os olhares políticos estarão voltados para a Convenção Municipal do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), que deve confirmar a candidatura à reeleição do atual prefeito de Paulínia, José Pavan Junior. O evento acontecerá no Ginásio Poliesportivo Itália Botasso Calegari, no Jardim dos Calegaris, a partir das 10 horas da manhã, e deve reunir uma grande quantidade de filiados e militantes tucanos, bem como dos demais partidos aliados – PRTB, PR, PDT, PT do B, e PV, que escolherão seus candidatos a vereador na mesma convenção.. 

O Vice-Prefeito na chapa de Pavan (PSDB) ainda não foi definido, porém, informações extraoficiais indicam que pode haver surpresa na escolha. A atual vice-prefeita de Paulínia, Vanda Camargo, é a mais cotada para continuar ocupando a vaga, mas a hipótese de Pavan apresentar como Vice outra companheira ou companheiro de grupo não está totalmente descartada. 

A próxima semana de convenções, na cidade, começa na segunda-feira (1) com o PSOL (Partido Socialista e Liberdade) consagrando seu candidato a prefeito, o empresário Roberto Yamada. Na terça-feira, 2, o PCO (Partido da Causa Operária), que ainda não foi instalado na cidade, deve ratificar Daniel Messias como um dos concorrentes à Prefeitura local. Messias explicou ao Correio que a sua candidatura será viabilizada, eleitoral e juridicamente, pelo Diretório Nacional do partido, já que o PCO não possui CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) registrado no município.

No dia 3, quarta-feira, será a vez do PPS (Partido Popular Socialista) fazer uma grande festa na Câmara Municipal, para confirmar Tuta Bosco candidato a prefeito, bem como revelar o candidato a Vice-Prefeito do empresário. Na ocasião, os cinco partidos – PSD, PMN, PC DO B, DEM e PROS, que compõem a base política de Tuta - estarão definindo seus respectivos candidatos a vereador. 

Na quinta-feira, 4, o PSDC (Partido Social Democrata Cristão) e PEN (Partido Ecológico Nacional) vão deliberar, em convenção conjunta, a partir das 10 horas da manhã, no Jardim América, sobre a escolha de seus candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores. Segundo informações, as duas legendas não disputarão com candidaturas próprias a Prefeitura de Paulínia, devendo anunciar apoio a prefeitáveis de outros partidos.

A sexta-feira, 5, último dia do prazo para realização de convenções, será marcada pelos encontros políticos do PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro), PRB (Partido Republicano do Brasil), e PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), que escolherão os seus respectivos candidatos. O PRB, com o apoio do PTC  (Partido Trabalhista Cristão) e PSL (Partido Social Liberal), já bateu o martelo no nome de Sandro Caprino, atual presidente da Câmara Municipal de Paulínia, para candidato a prefeito. Ainda não há informações sobre quem poderá ser o Vice de Caprino.

Por sua vez, o PMDB, que ainda sofre forte influência do ex-prefeito Edson Moura, tem pelo menos dois ex-secretários na lista dos que disputam a vaga de candidato a prefeito da legenda:  Sanzio Rodrigues (Negócios da Receita) e Cícero Brito (Segurança). Recentemente, Adriano Moura, parente do cacique peemedebista, apresentou-se como a terceira opção do partido. Entretanto, fontes frequentadoras assíduas do Barão de Café dizem que Moura pode lançar a atual esposa, Nany Camargo, para a vaga. 

O PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), além de confirmar seus candidatos a vereador, deverá decidir sobre a candidatura ou não a prefeito de seu presidente, Francisco Almeida Bonavita Barros, ou anunciar a renovação da aliança com o PMDB, na disputa majoritária. O Solidariedade e partidos aliados - PSC, PHS, PRP e PSB -   ainda não divulgaram o dia da próxima semana em que realizarão a grande convenção.

Foto: Correio Imagem/Arquivo

Comentar