Previsão de receita cai e Pavan (PSDB) decreta redução de 30% nos gastos do governo: Finanças pede "mais tempo"...

Da Redação
11/05/2016 13:48:00
Previsão de receita cai e Pavan (PSDB) decreta redução de 30% nos gastos do governo: Finanças pede "mais tempo" para informar o tamanho da queda

[imagem] Quarta-feira passada (4), o prefeito de Paulínia José Pavan Junior (PSDB) baixou o Decreto 6965determinando a redução de 30% nos gastos do governo, devido à previsão de queda na arrecadação municipal deste ano, estimada em mais de R$ 1,3 bilhão.  Para evitar o  desequilibro financeiro nas contas do município e afastar o risco de fechar o ano no “vermelho”, a ordem da administração para todas as Secretarias Municipais é economizar nos gastos com água, luz, telefone, combustível, material de consumo, horas extras de servidores, e contratação de serviços de terceiros.


De acordo com o decreto, cabe à Secretaria de Finanças e Administração acompanhar e depois informar ao prefeito, por meio de relatórios mensais, todas ações adotadas pelas demais pastas municipais para diminuir  as despesas com os itens listados. “Daremos prioridades às áreas essenciais da Administração, como Assistência Social, Educação, Saúde, Segurança, entre outras prioridades que surgem no decorrer dos trabalhos diários”, explicou Luciano Lima, secretário de Finanças.

O Correio perguntou ao secretário de Finanças qual o tamanho do tombo na receita municipal deste ano. “A estimativa para queda de arrecadação está em período de apuração, peço um pouco mais de tempo para responder oficialmente”, disse ele. Além da estimativa de arrecadação menor do que a esperada, o governo municipal citou no decreto que a contenção de gastos do município se faz necessária também pelo “momento econômico do País e do Estado”.

Foto: Correio Imagem/Arquivo

Comentar