“Janela partidária” muda configuração na Câmara de Paulínia: até agora, sete vereadores trocaram...

Da Redação
20/03/2016 16:53:00
“Janela partidária” muda configuração na Câmara de Paulínia: até agora, sete vereadores trocaram de partido para a disputa desse ano

[imagem] Três legendas – PTB, PCdoB e PROS – perderam representação e uma, o PP, está em vias de, pois falta Fiorella “bater o martelo” no PSB

Em Paulínia, até sexta-feira (18), sete vereadores mudaram de partido, com base na “janela partidária”. Tiguila Paes trocou o PRTB pelo PPS; Zé Coco e Doutor João Mota, o PTB e PT, respectivamente, pelo PV; Danilo Barros, o PC do B pelo PR; Edilsinho Rodrigues e Du Cazellato, o PPS e PP, respectivamente, pelo PSDB; e Fábio Valadão, o PROS pelo PRTB.  

Já o vereador do PP, Marcos Roberto Bolonhezi, o Marquinho Fiorella, disse ao Correio que está de malas prontas para o PSB, mas ainda não está totalmente fechado. “Falta uma última conversa (com o PSB), mas está bem avançado”, afirmou Fiorella.


Com as mudanças oficialmente confirmadas, até agora, a configuração partidária na Câmara de Paulínia ficou assim:

- PTB, PCdoB e PROS, perderam representação
- PT, que tinha dois, perdeu um vereador
- PP, que tinha dois, perdeu um vereador e pode perder o segundo
- PV e PSDB, que há mais de uma década não tinham representantes no Legislativo ganharam dois vereadores, cada um. 
- PRTB e PPS renovaram seus quadros: no PRTB saiu Tiguila e entrou Fabio Valadão, e no PPS saiu Edilsinho Rodrigues e entrou Tiguila. 

Dos vereadores que trocaram de partido, apenas Valadão (PRTB) não foi eleito pela antiga legenda, o PROS. O Correio apurou que o vereador Flávio Xavier ameaçou trocar o PSDC pelo PR, mas acabou desistindo, de última hora. Já a composição da base política do prefeito José Pavan Junior (PSB), na Câmara, permanece inalterada, com 13 dos 15 vereadores aliados ao governo.

Foto: Correio Imagem/Arquivo


Comentar