Moradia Popular: Pavan (PSB) anuncia 7 torres de apartamentos no Bom Retiro e diz que projeto para o antigo “Menezes” está bem...

Da Redação
12/11/2015 15:07:00
Moradia Popular: Pavan (PSB) anuncia 7 torres de apartamentos no Bom Retiro e diz que projeto para o antigo “Menezes” está bem adiantado

[imagem] Na tarde de ontem (11), durante entrevista coletiva no gabinete do Paço Municipal, o prefeito José Pavan Junior (PSB) anunciou a construção de 7 torres de apartamentos, na região do Bom Retiro, para atender famílias com renda mensal de até três salários mínimos/mês.


 O empreendimento de interesse social é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Paulínia e a Sugoi Incorporadora e Construtora, que comprou uma área de 65.825,48m2, onde construirá 1.320 apartamentos populares, divididos em prédios de quatro andares, cada. Os imóveis serão financiados pela Caixa Econômica Federal, dentro do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV).  “Realizar o sonho das pessoas de ter um lugar para morar, um lugar para criar os filhos, é uma promessa de campanha e uma das nossas principais prioridades, que já estamos cumprindo com o Vida Nova e Pazetti”, disse Pavan, durante a coletiva. 

Segundo o projeto, cada apartamento terá sala, cozinha, banheiro e dois dormitórios, distribuídos em aproximadamente 50 metros quadrados. O preço individual dos imóveis será de R$ 175 mil, sendo R$ 45 mil pagos pela Caixa, com recursos do MCMV, e o restante financiado pelo próprio banco, em parcelas mensais de R$ 300,00, em média, segundo informou o prefeito, que ainda ressaltou: “Sem entrada”. 

De acordo com a assessoria de imprensa municipal, os futuros proprietários e moradores dos apartamentos serão escolhidos pela Caixa Econômica Federal, entre as famílias cadastradas no Programa de Ação Social (PAS) de Paulínia e que se encaixarem nos critérios do Minha Casa Minha Vida (MCMV) e da Lei Municipal 3.007/2009, que inclui a reserva de 5% das unidades para idosos e Pessoas com Deficiência.  “Agilizaremos a tramitação da documentação necessária ao empreendimento e a Prefeitura poderá ainda contribuir com a infraestrutura do projeto”, frisou Pavan (PSB).

O início da construção está prevista para janeiro de 2016 e deve durar 20 (vinte) meses. Entretanto, o prefeito de Paulínia salientou que os apartamentos poderão ser entregues por etapas. “Como o empreendimento será construído em módulos, significa que algumas torres poderão estar prontas antes do prazo final”, explicou Pavan (PSB), que finalizou, frisando a importância da parceria com a iniciativa privada, para diminuir o déficit habitacional do município, hoje, estimado em mais de 7 mil moradias. 

Mais unidades

Durante a entrevista coletiva,  nossa reportagem questionou o prefeito de Paulínia sobre as moradias de interesse social anunciadas para a área que abrigava o famoso “Acampamento Menezes”, no bairro Saltinho. “Logo estaremos anunciando, também, o conjunto que será construído naquela área. Já conversamos com a Emccamp (empresa que será responsável pela construção no antigo Menezes) e também já fizemos o chamamento público da obra. Então, em breve, teremos mais esta boa notícia para a cidade”, afirmou ele 

Foto: JR Vedovello/Freelancer

Comentar