Bayer captou e reaproveitou 10,6 milhões de litros de água pluvial em 2020

Da Redação
22/03/2021 16:03:02
Bayer captou e reaproveitou 10,6 milhões de litros de água pluvial em 2020

Estação de pesquisa da Bayer paulinense

Resultado foi alcançado pela unidade da empresa em Paulínia, a única no Brasil dedicada à inovação e pesquisa de defensivos agrícolas

Neste 22 de março, Dia Mundial da Água, a Bayer anunciou os resultados obtidos no ano passado pelo importante projeto de captação e reaproveitamento de água da chuva que mantém em sua unidade de Paulínia, a única da empresa no Brasil dedicada à inovação e pesquisa de defensivos agrícolas. Leia comunicado completo. 

“Trata-se de um dos maiores sites, no mundo, destinado à pesquisa e ao desenvolvimento de fungicidas, inseticidas e herbicidas. Considerando que a água potável é um recurso de extrema importância para a sociedade e tendo a sustentabilidade como um de seus principais direcionadores de negócio, a Bayer, desde 2017, adota algumas iniciativas para reduzir o consumo de água em sua unidade de Paulínia.
 
Uma das primeiras medidas tomadas foi a pavimentação de ruas com tecnologias que pudessem ter a capacidade de permear água da chuva para o solo, além de recolher o volume excedente. Os prédios também passaram por reformas para captar a água proveniente da chuva a partir de canaletas instaladas nos telhados. Em 2020, o total coletado foi de 10,643 milhões de litros de água, volume destinado para lagos artificiais dentro do site, que funcionam como reservatórios para reaproveitar a água em irrigações de atividades agrícolas e testes realizados no campo.
 
"Como empresa líder do mercado agrícola, entendemos que a Bayer possui grande potencial de avançar em grandes desafios globais que a agricultura e a sociedade enfrentam. Ainda estamos em uma longa jornada, porém satisfeitos e comprometidos com soluções cada vez mais inovadoras e sustentáveis no campo", afirma Evandro Dalabrida, líder do site da Bayer em Paulínia.
 
Medidas também evitam erosão e assoreamento

Os processos de captação e reuso de água também têm outro importante objetivo: evitar erosão do solo e assoreamento das áreas mais baixas do site, impedindo o desgaste e sedimentação do solo em área de reserva florestal.
 
O site da Bayer em Paulínia é uma unidade estratégica da companhia e que possui área total de, aproximadamente, 90 hectares, o que corresponde a pouco mais de 126 campos de futebol. Anualmente, recebem mais de 150 moléculas para desenvolvimento de fungicidas, inseticidas ou herbicidas. A empresa já planeja outros projetos de responsabilidade socioambiental com o objetivo de preservar a biodiversidade e os recursos naturais.
 
"Não vamos parar por aqui: estão planejados investimentos até 2023, dentre eles concluir a coleta de água em toda a área construída da unidade. Estamos engajados para construir um futuro sustentável e colaborativo na agricultura para beneficiar produtores rurais, consumidores e o nosso planeta, impactando positivamente a sociedade", conclui Evandro Dalabrida”.

Foto: Divulgação/Bayer

Comentar