Servidores da saúde disputam o comando do STSPMP

Da Redação
18/01/2021 19:01:41
Servidores da saúde disputam o comando do STSPMP

O escolhido comandará a entidade por cinco anos

O psicólogo Rodrigo Dias e o técnico em análises clínicas Idu Ribeiro falaram ao Correio sobre a atual gestão sindical, carreiras e propostas, entre outras coisas

A categoria pública de Paulínia vai às urnas nos dias 8 e 9 de fevereiro escolher os novos presidente, vice-presidente, conselheiros fiscais e delegados do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (STSPMP).  O processo eleitoral foi deflagrado no último dia 8, quando o STSPMP publicou edital convocando as eleições e abrindo prazo de cinco dias (de 11 a 15 da semana passada) para inscrição de chapas. 

Dois servidores da saúde estão na disputa pela presidência da entidade sindical: o psicólogo Rodrigo Jacquet Dias, 43 anos, pela Chapa 1 - “A Força do Servidor”, que tem como candidata a vice Claudia Pompeu, atual presidente do STSPMP; e o técnico em análises clínicas Idu Albino Ribeiro, de 64 anos, pela Chapa 2 - “Transparência e Luta”, com Milton Maito Junior de vice. Rodrigo e Idu trabalham há 6 anos e 24 anos, respectivamente, no serviço público municipal. 

De acordo com a Secretaria de Recursos Humanos, a Prefeitura Municipal de Paulínia (PMP) possui atualmente 4.327 servidores ativos, entre celetistas e estatutários, e 4.736 aposentados. O Correio solicitou à presidente do STSPMP, Claudia Pompeu, o número atual de servidores sindicalizados, bem como perguntou quantos estão aptos ao voto nas eleições de fevereiro. “Esse dado eu não tenho ainda, preciso cumprir o estatuto e também vou submeter a conferência da comissão, que notificará os encabeçadores das chapas. Como sou presidente do pleito e tem a comissão preciso ter esses cuidados”, respondeu ela. 

O candidato escolhido pela maioria dos servidores vai comandar o STSPMP de 16 de março de 2021 a 15 de março de 2026.  Procurados pela reportagem, Rodrigo e Idu falaram ao Correio, entre outras coisas, sobre a atual gestão sindical e também apontaram três de suas principais propostas para o sindicato. Acompanhe abaixo!

Correio - Já disputou a presidência do STSPMP outras vezes? 
Rodrigo Jacquet - É minha primeira eleição ao sindicato. Em 6 anos de prefeitura já atuei nas secretarias de Promoção Social, Segurança e Saúde. Atualmente estou no Centro de Atenção Psicossocial e sou, pela segunda vez, membro do Conselho Municipal de Saúde.

Idu Ribeiro - Disputei uma eleição para Sindicato dos servidores de Paulínia em 2005. Em 2015 concorri antes de a Justiça nomear um interventor, depois não participei da disputa.

Correio - Por que resolveu disputar o comando sindical da categoria?
Rodrigo Jacquet - Tenho o desejo de contribuir com a minha categoria que tanto necessita de atenção. Encabeço uma chapa que tem membros realmente comprometidos com o funcionalismo e são pessoas que conheço de longa data. Tenho certeza de que juntos poderemos alcançar ganhos concretos para a categoria e evitar retirada de direitos por parte da Administração.

Idu Ribeiro - Estou na luta pelo direito do servidor desde 1998, quando fui Presidente da CIPA Saúde, e desde então não parei mais. Fui Presidente da CIPA Saúde por três anos, Presidente do Conselho Fiscal da Pauliprev em 2003 e 2004, Vice-Presidente do Conselho Municipal de Saúde por três anos (2007, 2008 e 2009) e, atualmente, sou conselheiro administrativo na Pauliprev, representante eleito pelo servidor. O servidor tem que ter o direito de escolher se quer o mesmo ou quer trocar por uma equipe com a atenção voltada para todos, e não só para uma categoria, como é o caso da atual administração (do sindicato).

Correio - Como avalia a atuação do sindicato, hoje, em defesa dos direitos dos servidores?
Rodrigo Jacquet - Esta gestão encontrou o sindicato aos frangalhos, em todos os sentidos, mas  conseguiu botar a casa em ordem e conquistou avanços importantes, mesmo  em um cenário nacional e municipal bastante desfavorável. O Sindicato tem sido peça-chave para fazer a transformação e garantia de direitos do funcionalismo. Fortaleceremos ainda mais o grupo que já existe com trabalhadores de diversas secretarias para que possamos aumentar ainda mais nosso alcance. 

Idu Ribeiro - Péssima, não tem o sindicalismo na veia, nem o antigo e nem o moderno. O sentido do sindicalismo no serviço público é diferente da iniciativa privada, portanto, temos que agir como tal, isso se chama DIÁLOGO.

Correio - Cite três principais pontos de sua proposta de trabalho para o STSPMP.
Rodrigo Jacquet - A luta pela manutenção do abono será uma de nossas prioridades. Não descansaremos até ter a tranquilidade dessa garantia. 

Lutaremos pela regularização do pagamento da insalubridade e periculosidade.  Não podemos deixar de lembrar dos aposentados com redução de seus proventos. 

E, claro, continuaremos a luta pela valorização dos Servidores e melhores condições de trabalho em todos os postos de Paulínia. Cuidar de quem cuida. O trabalhador municipal vem colecionando perdas em todos os sentidos, inclusive com precarização do trabalho. A consequência disto é o adoecimento físico e emocional do trabalhador. Olharemos de frente para esta questão e propomos o fortalecimento da gestão de recursos humanos da administração municipal. 

Idu Ribeiro - Os três principais pontos mais urgentes e mais importantes para o servidor são: a incorporação do abono, nesse sentido tenho uma proposta a ser feita ao prefeito. Sem esquecer o quanto é importante essa incorporação para os aposentados com paridade da Pauliprev.

O PCCV, precisa ser implantado na sua totalidade, estudaremos com a administração municipal a possibilidade de REFORMULAÇÃO, se necessário.

ADIN 2001, estaremos acompanhando de perto as decisões e defenderemos a permanência da transição dos servidores para o estatuto do servidor desde 2001. Apesar de termos uma excelente equipe de servidores comandada pelo excelente Diretor-presidente André Breda, temos a obrigação de acompanhar de perto as ações da Pauliprev junto com os Conselhos Administrativo e Fiscal.

Fotos: Cedidas/Candidatos


Comentar