Testemunha de Edilsinho na CP é nomeada por Cazellato; Pizza vira bafafá; Loira não deixou dívida na Saúde; Rander advoga para Camargo

Da Redação
19/10/2019 18:10:56
Testemunha de Edilsinho na CP é nomeada por Cazellato; Pizza vira bafafá; Loira não deixou dívida na Saúde; Rander advoga para Camargo

Sair para comer pizza é o programa mais normal que existe, inclusive para vereadores. O que há de errado nisso?

Booooooooooooooooooooooooa taaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaarde, meus amooooooooooooooooooooores!!! O furdunço criado em torno da pizza, depois da sessão de terça-feira (15), foi muuuuuito bizarro. e sem cabimento nenhum.  Dá licença! Mais bizarro ainda é Danilo Barros, inteligente e politizado, dando eco a esse tipo de “mimimi”, postando printe de conversa para provar que nada foi programado. Ah, me poupe! Nesse caso, sobrou bizarrice dos dois lados. Vamos aos babados que realmente interessam.

Dois da tropa de choque de Cazellato na Câmara foram escalados para cargos estratégicos. O “jabutizeiroFábio Valadão (PRTB) foi nomeado líder de governo, cargo político não remunerado - pelo menos não oficialmente - e Danilo Barros (PL) Secretário de Governo, cujo salário (R$ 12.836,13) é bem maior que o de vereador (R$ 6.147,00l). As duas funções têm uma responsabilidade em comum: a interlocução entre Vereadores/Prefeito/Vereadores. Valadão levará as demandas dos colegas para Cazellato, e Barros as do governo tucano para os parlamentares, basicamente isso.

Os dois fizeram por merecer. Como bem disse o vereador Marcelo D2 (PROS), na sessão de terça-feira (15), Valadão “é braço direito” de Cazellato, “levou o nome do prefeito na campanha, foi para a rua e conquistou votos”. Não somente isso. Além disso, mesmo sendo do PRTB, que disputou e perdeu a suplementar com a ex-veredora Angela Duarte, presidente municipal da legenda, o “jabutizeiro” doou R$ 12 mil para a campanha tucana. Fidelidade e infidelidade, ao mesmo tempo. Coisas da política. 

Danilo também apostou todas as fichas no tucano e, segundo declarou na sessão de 3 de setembro, coordenou a campanha de Cazellato, juntamente com Valadão e Edilsinho Rodrigues (PSDB). Por isso, nada mais justo ter sido nomeado, e tem tudo para fazer um excelente trabalho, sobretudo, no diálogo entre Executivo e Legislativo. O último vereador que comandou a pasta de Governo foi Flávio Xavier (DC), na gestão do prefeito cassado Dixon Carvalho (Progressistas).

Falando em Edilsinho, na última sessão legislativa, o parlamentar esclareceu que não vai assumir uma secretaria no governo tucano.  “Eu gostaria de deixar bem claro que eu fui eleito como vereador, nesse mandato e, em respeito às pessoas que votaram em mim, eu não pretendo deixar a Câmara Municipal de Paulínia, minha função de vereador, pra ser secretário na prefeitura. Essa satisfação eu queria dar pros meus eleitores”. Me pareceu mais uma alfinetada no colega Danilo – nomeado secretário de Governo – do que qualquer outra coisa. 

Ainda sobre Edilsinho, uma de suas testemunhas de defesa na famosa “CP do G13”, que sacudiu a city no ano passado, foi nomeada para a assessoria especial do prefeito Du Cazellato (PSDB). Trata-se de Rodrigo Natalino Barbosa de Souza, que, na época da CP, era cargo comissionado na saúde, nomeado pelo prefeito cassado Dixon (Progressistas).

Como todo mundo sabe, a comissão processante surgiu em função da denúncia de que Dixon teria nomeado vários apadrinhados de 13 vereadores em troca de votos na Câmara. Apesar de aceita, a denúncia terminou SEM JULGAMENTO porque o então relator Sargento Camargo, hoje vice-prefeito, foi julgado suspeito para integrar a Comissão Processante (RELEMBRE O CASO).

Falando no vice-prefeito, o novo titular da pasta municipal de Cultura, Rander Augusto Andrade, advoga para Camargo no recurso eleitoral (RE) 7632/2019, que tramita no TRE-SP. Isso, não significa que a nomeação de Andrade esteja contaminada por algum vicio de ilegalidade. Salvo melhor juízo, só teria algum problema se ele, como secretário, continuar advogando para o vice-prefeito. Rander, como é mais conhecido, foi diretor “relâmpago” (por menos de um mês) da Câmara, na presidência da ex-vereadora Simone Moura, além de secretário de Negócios Jurídicos das Prefeituras de Louveira e Itatiba. 

Um fim de semana maravilhoooooooooooooooooooooooso, meus amores, com muitas BENÇÃOS E PROTEÇÃO DIVINAS. Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeijos e abraaaaaaaaaaaaaços. Au revoir

Foto: Reprodução/Facebook

Comentar