Alunos do ensino fundamental público e privado disputarão nova “Câmara Jovem” de Paulínia

Da Redação
01/05/2019 17:05:49
Alunos do ensino fundamental público e privado disputarão nova “Câmara Jovem” de Paulínia

Kauã Ignácio, 14 anos, estudante da escola "Maestro" presidiu a 1ª Legislatura Jovem de Paulínia. ano passado

Com apoio da Justiça Eleitoral, a votação será entre 6 e 10 deste mês, em sete escolas, e os próximos 15 vereadores jovens da cidade tomarão posse dia 30

A EMESFM Vitor Szczepanski e Souza Silva de Paulínia, mais conhecida como Supletivo, já tem 29 alunos candidatos à uma das 15 vagas para a segunda legislatura da "Câmara Jovem" do município. O mandato dos novos vereadores estudantes será de 6 meses, a partir de 1º de junho.   

A assessoria de imprensa do Poder Legislativo informa que, alunos de outras seis escolas do ensino fundamental – as municipais “Maestro Marcelino Pietrobom” e “Vereador Ângelo Corassa Filho”, estaduais “Padre José Narciso Vieira Ehrenberg” e “São José”, e os colégios particulares Integral e Metropolitan Mackenzie – também disputarão as eleições, entre os dias  6 e 10 deste mês, nas unidades de ensino participantes. 

Ainda de acordo com a assessoria, a disputa estudantil conta com o apoio da Justiça Eleitoral, que fornecerá as cabines de votação e urnas onde os votos serão depositados.  Os eleitos tomarão posse dia 30.  “A partir de junho, os vereadores jovens vão participar de visitas a órgãos públicos, cursos sobre as funções dos três Poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário) e oficinas para redigir propostas legislativas”, explica o assessor Felipe Luchete. “As sessões ordinárias da Câmara Jovem vão ocorrer no segundo semestre, e o encerramento será em dezembro”, acrescenta. 

Idealizada pelo vereador Fábio Valadão (PRTB), a “Câmara Jovem” de Paulínia foi instituída em março de 2017, por meio do Projeto de Resolução 01/2017. No ano passado, os primeiros 15 vereadores estudantes apresentaram 44 proposituras, incluindo 1 projeto de lei. Eles reivindicaram melhorias na iluminação pública, ampliação de atividades educativas e de lazer, bem como tempo máximo de espera por atendimento no hospital municipal, entre outras propostas. Tudo foi encaminhado aos vereadores e à Prefeitura Municipal.

Foto: CMP

Comentar