Quase 12 mil paulinenses não foram às urnas no 1º turno; o índice de abstenção foi o maior, desde 1994

Da Redação
11/10/2014 16:23:00
Quase 12 mil paulinenses não foram às urnas no 1º turno; o índice de abstenção foi o maior, desde 1994

[imagem] Um levantamento feito pelo Correio Paulinense Online, no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), revela que o Primeiro Turno das Eleições 2014 registrou o maior índice de abstenção no município, desde 1994. Dos atuais 64.126 mil eleitores paulinenses aptos, 11.670 não votaram para Presidente, Governador, Senador, Deputado Federal e Deputado Estadual, no último 5 de outubro, contra 5.778, em outubro de 2010. Até então, o maior índice de abstenção em Paulínia havia sido em 2006, quando 7.313 eleitores deixaram de votar.

Os dados do TSE também mostram que os índices de abstenção eleitoral na cidade têm crescido juntos com o número de eleitores. De 27.739 mil eleitores, em 1994, Paulínia saltou para 64.126, este ano. Neste mesmo período, o índice de abstenção foi de 2.854 à 11.670. Também, entre 1994 e 2014, o único ano que registrou uma pequena queda no número de eleitores faltosos foi 2010. 

Pela Legislação Eleitoral Brasileira, o eleitor que deixar de votar e não se justificar até 60 (sessenta dias) após a eleição pagará multa (art. 7º do CE), que varia entre R$ 1,05 (mínimo) e R$ 3.51. Sem o pagamento, a pessoa não consegue tirar o certificado de quitação eleitoral.

O segundo turno da disputa presidencial, entre a presidenta Dilma Rousseff  (PT) e Aécio Neves (PSDB) está marcado para o próximo dia 26. 

Confira aos dados, ano a ano:  

1994 – ELEITORES: 27.739 – VOTARAM: 24.885NÃO VOTARAM: 2.854
1998 – ELEITORES: 33.009 – VOTARAM: 29.093NÃO VOTARAM: 3.916 
2002 – ELEITORES: 40.361 – VOTARAM: 34.471NÃO VOTARAM: 5.890
2006 – ELEITORES: 50.566 – VOTARAM: 43.253 NÃO VOTARAM: 7.313
2010 – ELEITORES: 51.649 – VOTARAM: 45.871NÃO VOTARAM: 5.778
2014 – ELEITORES: 64.126 – VOTARAM: 52.456 NÃO VOTARAM: 11.670

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Foto: Reprodução/Internet

Comentar