O colunista esportivo Lucas Rodrigues sentiu na pele a "febre" que há muitos anos toma conta de todas as idades, em época de...

Da Redação
09/06/2014 18:37:00
O colunista esportivo Lucas Rodrigues sentiu na pele a "febre" que há muitos anos toma conta de todas as idades, em época de mundial de futebol

[imagem] Por Lucas Rodrigues


Antes mesmo da Copa do Mundo no Brasil começar, surgiu uma outra competição, que virou febre no mundo inteiro: a corrida em busca das figurinhas para completar o famoso álbum da Panini. Após ouvir inúmeras histórias envolvendo os craques nas “figurinhas adesivas”, a coluna Puro Esporte foi buscar entender o significado e os sentimentos provocados pela mania que “afetou” pessoas de todas as idades e continentes.

Este colunista, comprou álbum e figurinhas no dia 31 de maio e a partir daí fui tomado pela vontade e fissura de completar logo a coleção e não ser “derrotado” pelas figuras que faltam. A ansiedade em busca dos craques é indescritível.  A cada pacote de figurinhas aberto dá aquele frio na barriga, devido a ansiedade de achar os cromos tão desejados.
 
Após uma semana, acumulei cerca de 1.000 figurinhas repetidas e faltavam apenas 150 para completar o álbum. Na manhã de sábado (8), fui à banca de revistas em frente ao Cemitério Municipal trocá-las por outras que ainda não tinha. Havia cerca de 100 pessoas, de todas as idades, de pé ou sentadas em todos os cantos, fazendo o mesmo.
 
Assim que cheguei com uma caixa lotada de figurinhas, vários fissurados se aglomeraram ao meu redor, pois quem sabe as figurinhas que faltavam em seus álbuns não estavam comigo. A maratona é desgastante, mas o desafio de completar a coleção fala mais alto.  Pais acompanhando filhos, filhos acompanhando os pais, foram os senhores e senhoras maiores de 60 anos, sentados no gramado, foleando e trocando figurinhas com crianças de 7 a 10 anos, chamara a minha atenção. 

O livro ilustrado é composto por 650 cromos, alguns deles raros como os de Neymar Jr, Júlio Cesar e tantos outros difíceis de achar. Em algumas horas na banca do cemitério encontrei 113 das 150 figurinhas que faltavam para completar o álbum desta coluna. Agora, faltam 37 e consegui-las virou mais que uma obrigação, virou uma missão.

Conclui que o álbum de figurinhas meche com os sentidos, principalmente de nós, brasileiros, que amamos futebol e não poderíamos deixar a paixão e força de vontade pelo esporte. A coluna Puro Esporte estará acompanhando esse grande movimento na cidade, pois a mania virou um dos ingredientes principais de todas as Copas do Mundo. 

Foto: CP Imagem

Comentar