Moura Junior (PMDB) contrata crítico de cinema por R$ 360 mil; Rubens Ewald Filho receberá R$ 15 mil por mês dos cofres...

Da Redação
28/05/2014 23:24:00
Moura Junior (PMDB) contrata crítico de cinema por R$ 360 mil; Rubens Ewald Filho receberá R$ 15 mil por mês dos cofres públicos, durante dois anos

[imagem] O renomado crítico de cinema Rubens Ewald Filho foi recontratado pelo prefeito Edson Moura Junior (PMDB) para prestar consultoria técnica e artística à Secretaria Municipal de Cultura, especialmente na realização do Festival de Cinema, que este ano deve acontecer logo após a Copa do Mundo.

 O contrato, cujo extrato foi publicado na edição de hoje, 28, do Semanário Oficial do Município, custará R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) aos cofres públicos de Paulínia, durante 2 (dois) anos. Ou seja, por mês, o contribuinte paulinense pagará R$ 15.000,00 (quinze mil reais) ao mais famoso comentarista brasileiro do Oscar americano.

 
Ewald Filho foi contratado a primeira vez pelo ex-prefeito Edson Moura (PMDB), pai do atual, por R$ 10 mil mensais. O crítico continuou cuidando do festival na gestão Pavan (PSB), até 2011, quando no mês de agosto o ex-prefeito cancelou o contrato com o curador do festival, por entender que a despesa era desnecessária para o município. 

Embora o novo contrato com Ewald Filho seja de dois anos, o Correio Paulinense Online apurou que nos contratos anteriores o crítico só aparecia na Prefeitura em época do festival, ou seja, uma vez por ano. Se esta regra de expediente continuar valendo nesta volta do também jornalista, ator e roteirista, ele trabalhará no festival de julho próximo e depois só em 2015, no VII Festival. Como o pagamento dos prestadores de serviços da prefeitura é feito através de depósitos bancários, Ewald Filho não precisa vir à cidade para receber o “salário”. 

Segundo parecer da Secretaria dos Negócios Jurídicos da Prefeitura, a contratação sem licitação está fundamentada no disposto no artigo 25 II §1º, cumulado com artigo 13, III, da Lei 8.666/93.

Fotos: Aline Arruda/V Festival de Cinema de Paulínia

Comentar