A pandemia matou 218 paulinenses em 2021, porém, de braço em braço, a vacina evitou uma tragédia ainda maior

Da Redação
31/12/2021 18:12:12
A pandemia matou 218 paulinenses em 2021, porém, de braço em braço, a vacina evitou uma tragédia ainda maior

2021 começou com a posse de Cazellato e Camargo

Boooooooooooooooooooooooooooa taaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaarde, meus amooooooooooooooooooooooooooores. Em 28 anos de carreira nunca falei tão pouco, ouvi e observei tanto como em 2021. Nos últimos doze meses foram apenas três edições da coluna, com assuntos que realmente mereceram ser comentados. Porém, se por um lado opinei pouco, por outro informei muuuuuuuuuuuuuuuuuuito. Este foi um ano TRÁGICO e GLORIOSO ao mesmo tempo. Trágico porque registrou 218 paulinenses mortos pela Covid-19. Glorioso pela vacinação que impediu a entrada de outras centenas de moradores nas estatísticas de óbitos causados pela doença do novo coronavírus. 

[Política] Do ponto de vista político-administrativo, 2021 começou com Du Cazellato (PL) e Sargento Camargo (PSL) assumindo, pela segunda vez consecutiva, os cargos de Prefeito e Vice-Prefeito da City, após vencerem de lavada - 26.932 x 19.605 votos -  a emedebista Nani Moura, nas Eleições 2020. O Correio destacou dois trechos dos discursos de posse. “Não seremos matérias de TV por realizar grandes obras, mas também não seremos matéria de Fantástico (programa da Globo) em razão de escândalos”, prometeu Cazellato. “Quero agradecer a população que nos confiou quase 27 mil votos. Vamos governar pra quase 110 mil pessoas”, disse Camargo. 



No mesmo dia (1º de janeiro) foram empossados ainda os ELEITOS - Alex Eduardo (Solidariedade), Cícero Brito (MDB), Fábio da Van (Cidadania), Gibi Professor (PTB), Grilo (MDB), Messias Brito (PL), Pedro Bernarde (Cidadania) e Helder Pereira (PL) - e REELEITOS - Edilsinho Rodrigues (Solidariedade), Fabio Valadão (PL),  Flávio Xavier (PODE), João Mota  (DC), José Soares (Republicanos), Tiguila Paes (Cidadania) e Zé Coco (PSB) - para o Poder Legislativo Municipal. Dos sete reeleitos, João Mota (DC) e Tiguila Paes (Cidadania) foram afastados pela Justiça, e substituídos por seus respectivos suplentes - Loira (DC) e Odair Bordignon (Cidadania). 

 

[Pandemia] A cerimônia de posse do Prefeito, Vice-Prefeito e Vereadores terminou às 12h17. Quarenta minutos depois a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou o 1º boletim do ano com os números locais da pandemia: 5.113 moradores infectados e 89 mortos pela doença, desde março de 2020. No HMP, 22 pacientes diagnosticados ou com sintomas de Covid-19 ocupavam leitos intensivos e clínicos exclusivos para a doença. Mas o pior da pandemia ainda estava por vir.



De janeiro até o dia 21 deste mês, mais 11.585 moradores testaram positivo para o novo coronavírus e outros 218, infelizmente, perderam a batalha contra a doença. A primeira vítima fatal em 2021 foi um homem de 72 anos e sem comorbidades. Ele morreu dia 9 de janeiro, após quinze dias internado em um hospital particular de Campinas. 

Em apenas uma semana, a Covid-19 matou três membros da queridíssima família Camargo Santos (foto abaixo): Vinicius (25 de março) e seus pais Vanda (27 de março) e Belo (1º de abril). Depois, entre os dias 5 de junho e 24 de julho, perdemos os amaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaados Tonhão, 55 anos, e Lalinha, 61 anos, servidores da Câmara Municipal (CMP).



No total, 309 famílias paulinenses foram enlutadas pela Covid-19, neste segundo ano de pandemia. Porém, esse número seria ainda maior, se não fosse a vacinação contra o novo coronavírus e suas variantes.
 

As primeiras doses - 1.120 da CoronaVac - chegaram na noite de 20 de janeiro, uma quarta-feira, e começaram a ser aplicadas logo que o dia 21 raiou. Na linha de frente do combate à pandemia, os trabalhadores da saúde foram priorizados, conforme orientação do Ministério da Saúde (MS). Eliete Maria Greco (foto abaixo), de 72 anos, técnica de enfermagem com anos de trabalho na UTI do HMP, foi a 1ª pessoa vacinada na city. No final do dia, a prefeitura informou que outro 79 profissionais haviam tomado a dose inicial.

  

Com a imunização fluindo no fronte da pandemia, em poucos dias a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) começou a chamar gradativamente todos os grupos aptos a receber a vacina. Assim, finalmente, milhares de paulinenses puderam receber a tão esperada primeira dose de proteção contra as formas mais graves da Covid-19. De braço em braço, Paulínia atingiu nesta quarta-feira (29) a marca de 193.922 vacinas aplicadas. Segundo a SMS, 85.175 moradores tomaram a segunda dose ou a dose única, o que equivale a quase 76% da população (112.003 habitantes). Os que tomaram a primeira dose e a dose de reforço são 87.210 e 21.537 pessoas, respectivamente. 

Com o avanço da vacinação e a maior parte dos paulinenses seguindo as regras contra a propagação da Covid-19, os números locais da pandemia entraram e continuam em queda livre - graaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaças a Deus. Nos dias 4 e 12 de novembro, por exemplo, a city registrou zero de internações por Covid-19 no hospital municipal (HMP). Entre os dias 6 e 21 deste mês, apenas dois moradores testaram positivo para o novo coronavírus, e de 12 de novembro à quarta-feira desta semana outros dois morreram da doença. 

[Violência] Na noite do dia 2 de janeiro, Claudio Miranda, o Mirandinha, de 44 anos e pai de cinco filhos, levou um tiro no peito e não resistiu. O crime aconteceu no bairro Morro Alto e, segundo a polícia, quem puxou o gatilho foi um ex-cunhado da vítima. Dezenove dias depois, o comerciante Ronildo dos Santos Lima, o Ronildo Panova, foi assassinado em plena luz do dia, em frente à sua padaria no São José. O suspeito de ter atirado pelo menos três vezes contra Ronildo foi identificado e teve a prisão decretada. Ele deixou a esposa, Maria Cleilma de Araújo, e o filhinho Matheus Ronald Lima, de 6 anos. 

Na manhã de 24 de março, um rapaz de 22 anos foi assassinado dentro da própria casa, no bairro Marieta Dian. Já no dia 2 de maio, o pizzaiolo desempregado Johney Henrique Torres Teixeira, de 22 anos, foi preso em flagrante acusado de feminicídio. Segundo a polícia, na noite do dia anterior, ele desferiu vários socos contra a esposa Roberta dos Santos Alves, de 28 anos, que não resistiu e morreu no hospital municipal (HMP). De acordo com a Polícia Civil, até confessar o crime, o homem deu três versões diferentes sobre o que de fato ocorreu naquele dia. 

O quinto homicídio do ano e o segundo no bairro São José vitimou Guilherme Accioly (foto abaixo), de 30 anos, na noite de 20 de junho. Segundo a Guarda Civil Municipal (GCM), o rapaz levou pelo menos cinco tiros, e quando o resgate do Samu chegou ao local ele já estava sem vida. A motivação do crime ainda é desconhecida e o autor segue foragido. No total, foram sete assassinatos neste ano.

 

[Licitações] Após seis anos de sucessivos contratos emergenciais (sem licitação) com o Grupo Passaredo (até 4 de dezembro de 2019) e a Terra Auto Viação (de janeiro do ano passado até março do ano que vem), finalmente, a Prefeitura Municipal de Paulínia (PMP) concluiu, em agosto passado, a licitação do transporte público de passageiros. Formado pelas empresas Rápido Sumaré e Terra Auto Viação, o Consórcio Mobilidade Paulínia venceu a concorrência pública, e deve colocar os ônibus na rua a partir de abril próximo. Pelo direito de explorar o serviço, o consórcio pagou ao município R$ 7,1 milhões. Com prazo de 10 anos, o contrato já foi assinado e deve render à concessionária pouco mais de R$ 260 milhões.




Em outra importante concorrência pública, o governo Du Cazellato (PL) contratou a administradora de shopping centers Raia 1 para tocar o Paulínia Shopping. Desde setembro de 2013, quando sofreu uma interdição por falta de segurança, o centro de compras era administrado pela própria prefeitura. Pela concessão de 10 anos, o município receberá da nova administradora R$ 120 mil por mês, totalizando R$ 14,4 milhões no final do contrato. Segundo o governo municipal, a Raia 1 realizará uma série de melhorias e investimentos no local. 

[Pontos de ônibus] No final de maio, a administração Cazellato (PL) divulgou os dois primeiros abrigos reformados e iluminados com tecnologia LED, na Avenida José Paulino. Segundo o prefeito, o novo modelo será adotado nas principais e movimentadas avenidas da city.



[Imprensa] O mês do orgulho LGBTQIA+ em Paulínia foi marcado pelo lançamento do primeiro veículo de comunicação voltado para a comunidade gay da city. Assinado pela jornalista e mulher trans Lara Pértile, o DIVERSIFICANDO conta com nomes de peso como Raimundo Lonato, jornalista, poeta e escritor, e a digital influencer e mulher trans Paula Ferreira. A edição de estreia do tabloide destacou o mandato inclusivo do vereador Cícero Brito (MDB).



Amaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaados e amaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaados, desejo a cada um de vocês UM 2022 ESPETACULAR, COM MUITA SAÚDE (PRINCIPALMENTE), ABENÇOADO E PROTEGIDO POR NOSSO PODEROSO DEUS. Muuuuuuuuuuito Obrigaaaaaaaaaaaaaaada pelo carinho e respeito de sempre. DEUS ABENÇOE VOCÊS E TODOS OS SEUS FAMILIARES. Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeijos, abraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaços, e que o ANO NOVO SEJA DE MUITAS VITÓRIAS, E SEM PANDEMIA, EM NOME DE JESUS!!!

Mizael Marcelly
Fotos: Arquivo/Correio Imagem 

Comentar