Paulínia deve arrecadar 1 bilhão e quase 900 milhões de reais em 2022

Da Redação
01/10/2021 23:10:37
Paulínia deve arrecadar 1 bilhão e quase 900 milhões de reais em 2022

Valor é R$ 250 mi acima do previsto para este ano

O projeto de Orçamento Municipal com a maior previsão de receita dos últimos cinco anos chegou ontem na Câmara, e separa R$ 200 milhões para investimentos

No final da tarde desta quinta-feira (30), a administração Du Cazellato (PL) protocolou na Câmara de Vereadores a proposta de Orçamento para 2022 (PL 164/21), com a maior previsão de receita liquida dos últimos cinco anos: R$ 1.892.641.000,00 (um bilhão, oitocentos e noventa e dois milhões, seiscentos e quarenta e um mil reais). São R$ 250,7 milhões acima do valor estimado para este ano (veja no final da matéria as receitas estimadas de 2017 a 2021). Do total previsto, R$ 202,3 milhões são para investimentos nas mais diversas áreas. Esse valor é R$ 84 milhões maior que o de 2021.  

Na comparação com o período de 2017 a 2021, os principais setores públicos da cidade terão mais dinheiro no ano que vem. Por lei, Educação e Saúde ficam com 25% e 15% (no mínimo), respectivamente, de tudo o que o município arrecada e, por isso, sempre registram as maiores dotações. O Orçamento 2022 reserva R$ 472,4 milhões para educação e R$ 396 milhões para saúde. 

Já entre as pastas sem limite mínimo legal de gastos, a de Transportes aparece com o maior aumento de verba, registrado no período: de R$ 24,3 milhões em 2017 para R$ 60,9 milhões no próximo ano - R$ 36,6 milhões a mais. Na comparação com a dotação deste ano (R$ 38,4 milhões), o crescimento estimado é de R$ 22,5 milhões. Segurança vem em seguida, com R$ 40,6 milhões cinco anos atrás, e R$ 68,4 milhões em 2022 - aumento de R$ 27,8 milhões.  Em relação à atual verba da pasta (R$ 53 milhões), o salto será de R$ 15,4 milhões.

Esporte (R$18,5 milhões), Meio Ambiente (R$ 13,6 milhões), Cultura (R$ 9,8 milhões) e Habitação (R$ 3,3 milhões) aparecem com as menores dotações no texto orçamentário para 2022, bem como nos de 2017 a 2021 -  veja abaixo ranking das verbas. Com o fim das votações em dois turnos (legalidade e mérito) na CMP (Resolução 283/21), o Orçamento 2022 será discutido e votado em sessão única, até o dia 15 de dezembro.

RECEITAS ESTIMADAS - 2017 A 2021

2017: R$ 1.394.390.600,00 
2018: R$ 1.526.253.000,00
2019: R$ 1.715.352.945,00
2020: R$ 1.528.904.000,00
2021: R$ 1.641.870.000,00

PRINCIPAIS SECRETARIAS - VERBAS 2017 A 2022

Educação
2017: R$ 354,5 milhões; 2018: R$ 366,6 milhões; 2019: R$ 417,8 milhões; 2020: R$ 459,1 milhões; 2021: R$ 457 milhões; 2022: R$ 472,4 milhões.

Saúde
2017: R$ 329,1 milhões; 2018: R$ 339,5 milhões; 2019: R$ 385,4 milhões; 2020: R$ 368,5 milhões; 2021: R$ 368,6 milhões; 2022: R$ 396 milhões.

Urbanismo (Obras e Infraestrutura)
2017: R$ 252,1 milhões; 2018: R$ 181,1 milhões; 2019: R$ 215,2 milhões; 2020: R$ 123,3 milhões; 2021: R$ 156,8 milhões; 2022: R$ 226,3 milhões.

Administração
2017: R$ 80,2 milhões; 2018: 191,2 milhões; 2019: R$ 187 milhões; 2020: R$ 96,7 milhões; 2021: R$ 99,1 milhões; 2022: R$ 105,6 milhões.

Segurança Pública
2017: R$ 40,6 milhões; 2018: 58,1 milhões; 2019: R$ 52,8 milhões; 2020: R$ 45,3 milhões; 2021: R$ 53 milhões; 2022: R$ 68,4 milhões.

Transportes
2017: R$ 24,3 milhões; 2018: 33,4 milhões; 2019: R$ 24,3 milhões; 2020: R$ 34,5 milhões; 2021: R$ 38,4 milhões; 2022: R$ 60,9 milhões.

Assistência Social
2017: R$ 42,7 milhões; 2018: 41,4 milhões; 2019: R$ 44,4 milhões; 2020: R$ 42,6 milhões; 2021: R$ 41,2 milhões; 2022: R$ 51,4 milhões.

Esportes
2017: R$ 10,6 milhões; 2018: 17,2 milhões; 2019: R$ 24,1 milhões; 2020: R$ 13,1 milhões; 2021: R$ 10,2 milhões; 2022: R$ 18,5 milhões.

Meio Ambiente
2017: R$ 8,8 milhões; 2018: 7,7 milhões; 2019: R$ 8,5 milhões; 2020: R$ 7,1 milhões; 2021: R$ 7,2 milhões; 2022: R$ 13,6 milhões.

Cultura
2017: R$ 4,2 milhões; 2018: 27,1 milhões; 2019: R$ 24,4 milhões; 2020: R$ 9,3 milhões; 2021: R$ 6,5 milhões; 2022: R$ 9,8 milhões.

Habitação
2017: R$ 3,9 milhões; 2018: 4,2 milhões; 2019: R$ 4,3 milhões; 2020: R$ 1,9 milhão; 2021: R$ 1,5 milhão; 2022: R$ 3,3 milhões.

Mizael Marcelly
Foto: Ilustração

Comentar