“Zerar o déficit de habitação”, promete Nani

Da Redação
08/10/2020 17:10:58
“Zerar o déficit de habitação”, promete Nani

Nani Moura, candidata à prefeita pela Coligação "Povo Feliz"

A quarta matéria da série “Planos de Governo” traz as principais propostas da emedebista e única mulher na disputa pela Prefeitura de Paulínia

O plano de governo de Nani Moura (MDB), candidata à prefeita de Paulínia pela Coligação “Povo Feliz” (MDB, DEM, DC, REPUBLICANOS, PTB, PMB e PSD), contempla doze setores públicos municipais, dentre eles, promoção social, obras, servidores municipais, esporte, turismo, causa animal e meio ambiente.

Nesta série, o Correio vem destacando as cinco primeiras propostas (exceto quando a quantidade for inferior a isso) que os candidatos à prefeitura da cidade registraram em seus respectivos planos de governo para as áreas de saúde, educação, segurança, transporte, mobilidade urbana, moradia e emprego. Entre outras coisas, a emedebista promete, caso eleita, “zerar o déficit de habitação”. 

Lembrando que as matérias estão sendo publicadas na mesma ordem em que os candidatos aparecem no Sistema de Divulgação de Candidaturas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  

Saúde

1. Melhoria em todos os departamentos de saúde; 
2. Criar UTI Neonatal; 
3. Atenção as crianças e adultos com necessidades especiais; 
4. Acabar com a falta de medicamentos de alto custo.

Educação

1. Educação Integral; 
2. Merenda de melhor qualidade; 
3. Realização do ENEP – educação continuada para os educadores; 
4. Capacitação de educadores na atenção as crianças especiais; 
5. Ampliação do programa de bolsas;

Segurança

1. Reativação dos Portais; 
2. Ronda escolar; 
3. Programa de proteção as mulheres; 
4. Implementação de núcleos de acolhimento a mulher.

Transporte

1.Novo sistema de transporte coletivo

Mobilidade Urbana

1. Construção da Nova Ponte do Rio Atibaia

Moradia

1. Construção de unidades populares; 
2. Zerar o déficit de habitação

Emprego

1. Capacitação e geração de empregos

Fonte: Plano de Governo - Coligação "Povo Feliz"
Foto: Divulgação

Comentar