Patrimônio de candidatos a prefeito vai de zero a mais de R$ 1,8 milhão

Da Redação
27/09/2020 15:09:36
Patrimônio de candidatos a prefeito vai de zero a mais de R$ 1,8 milhão

Cardoso, Yatecola, Cazellato, Edson. Paiva e Nani

Segundo TSE, o mais rico é o pedetista Renato Cardoso, seguido pelo patriota Gustavo Yatecola; apenas um candidato não possui bens

Dos seis candidatos à Prefeitura de Paulínia, nas eleições deste ano, apenas a emedebista Nani Moura declarou patrimônio zero à Justiça Eleitoral. Já o pedetista Renato Cardoso é o único com mais de R$ 1 milhão em bens. 

Na sequência, vem o patriota Gustavo Yatecola, com mais de R$ 900 mil; o liberal Du Cazellato, com quase R$ 650 mil; o petista Edson do PT, com mais de R$ 179 mil; e, por fim, Robert Paiva (REDE), com R$ 60 mil redondos (veja valores exatos declarados, no final da matéria). 

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), entre os bens declarados pelos candidatos, estão imóveis, terrenos, aplicações financeiras, carros, motos e empresas de segmentos variados. Com o prazo para registrar candidaturas encerrado às 19h deste sábado (26), a propaganda eleitoral foi liberada a partir deste domingo (27), e vai até o dia 14 de novembro, véspera da votação. No total, Paulínia registrou 302 candidatos às eleições deste ano - clique aqui e veja todos os números.

Ranking de bens

Renato Cardoso (PDT): R$ 1.855.764,00
Gustavo Yatecola (PATRIOTA): R$ 926.391,63
Du Cazellato (PL): R$ 648.659,62
Edson do PT: R$ 179.416,00
Robert Paiva (REDE): R$ 60.000,00
Nani Moura: ZERO

Fotos: TSE

Comentar