Filhos da Fruta não fez campanha com dinheiro do crime, decide TRE-SP

Da Redação
31/10/2019 12:10:24
Filhos da Fruta não fez campanha com dinheiro do crime, decide TRE-SP

"Jamais perdi a fé de que a verdade viria à tona", diz vereador

O vereador foi acusado de receber R$ 5 mil do PCC na corrida eleitoral de 2016, quando ele disputou pela primeira vez à Câmara de Paulínia

Por votação unânime, os juízes do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) inocentaram o vereador Manoel Barbosa de Souza, o Manoel Filhos da Fruta (PCdoB), da acusação de ter recebido dinheiro da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) na campanha eleitoral de 2016, quando concorreu à cadeira que ocupa atualmente na Câmara Municipal de Paulínia. Em julho do ano passado, o parlamentar teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral por captação ilícita de recursos, mas recorreu da decisão no TRE-SP.

O parlamentar foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) da cidade, com base em documentos e áudios de ligações telefônicas interceptadas pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial ao Crime Organizado), durante trabalho de investigação sobre a atuação da facção criminosa em Campinas e região. 

Entretanto, de acordo com o relator do caso, desembargador Nelton dos Santos, as acusações contra o parlamentar foram infundadas. “[...] A informação de que o candidato teria recebido R$ 5.000,00 (do PCC) não foi comprovada", diz a decisão, que transitou em julgado (não cabe mais recurso) segunda-feira (28). Além disso, o desembargador concluiu não haver prova razoável da suposta ligação do vereador com o bando, que age dentro e fora de presídios brasileiros.

Procurado pelo Correio, o vereador comentou a decisão do TRE-SP. “Do ano passado para cá, foram longos meses de muita angústia e sofrimento, mas jamais perdi a fé de que a verdade viria à tona e a injustiça contra mim seria reparada. Estou muito feliz e pronto para continuar seguindo em frente, honrando o mandato me confiado democraticamente pelos eleitores”, disse ele. 

Foto: Arquivo

Comentar