Justiça deu 10 dias para cirurgia ortopédica de idoso internado no HMP

Da Redação
16/10/2019 15:10:30
Justiça deu 10 dias para cirurgia ortopédica de idoso internado no HMP

Segundo advogada do paciente, ele será operado nesta quarta-feira (16)

Com o fêmur fraturado, paciente não foi operado por falta de material; é a primeira ação contra a saúde, na gestão Cazellato (PSDB)

Com o fêmur fraturado, em decorrência de uma queda, Paulo Sergio Fonseca, de 65 anos, precisava ser operado “o mais breve possível”, conforme laudo emitido pelo ortopedista Murilo S. Pietrobom, do Hospital Municipal de Paulínia (HMP), no dia 6 deste mês, e ao qual o Correio teve acesso. 

No entanto, por falta de material básico, como fio de sutura e outros materiais descartáveis, a cirurgia não foi realizada com a urgência necessária. Segundo Pietrobom, além de ter sido registrado na Polícia Civil de Paulínia, o caso foi informado à prefeitura da cidade, Ministério Público (MP) e ao Conselho Regional de Medicina de São Paulo (CREMESP).

Na segunda-feira da semana passada, o idoso impetrou mandado de segurança (MS) em desfavor do prefeito Du Cazellato (PSDB) e do Secretário de Saúde Fábio Luiz Alves, que assumiram os cargos dias 4 e 5 de outubro, respectivamente. Na terça-feira (8), a juíza Marta Brandão Pistelli, da 2ª Vara Cível de Paulínia, determinou o agendamento da cirurgia em 48 (quarenta e oito) horas e a realização do procedimento cirúrgico em 10 (dez) dias, no máximo, sob pena de multa.

Procurada pelo Correio, a advogada do paciente, Andreia Luisa dos Santos Bergamaschi, informou que a cirurgia será realizada na tarde desta quarta-feira (16).

Câmara
Na sessão legislativa desta terça-feira (15), o líder de governo Fábio Valadão (PRTB), sem citar a decisão judicial que obrigou a cirurgia do paciente Paulo Sergio Fonseca, informou a retomada das cirurgias ortopédicas no Hospital Municipal de Paulínia (HMP). “Foi feita uma cirurgia hoje (ontem, 15) e serão feitas duas cirurgias amanhã (hoje, 16)”, disse ele. 

Foto/Arquivo

Comentar