Conselheiras precisam de autorização e agendamento para entrar no Pauliprev

Da Redação
20/09/2018 10:09:46
Conselheiras precisam de autorização e agendamento para entrar no Pauliprev

As conselheiras Sandra Casassa, Eliete Silva e o presidente do Conselho Administrativo Fernando Roveri

Exigências foram reveladas por Sandra Casassa, representante eleita dos servidores ativos, durante a última reunião conjunta dos Conselhos Administrativo e Fiscal

Representante do funcionalismo público municipal no Conselho de Administração do Instituto Pauliprev, a servidora Sandra Ariadne Casassa criticou o presidente da entidade Sérgio Henrique Balbino, sucessor do advogado José de Freitas Guimarães, que foi exonerado pelo prefeito Dixon Carvalho (Progressistas) no último dia 30. 

“Só pra que vocês não estranhem, o diretor-presidente nos comunicou, através do presidente do Conselho (de Administração, Fernando Roveri) que ele não participará da reunião. Não sei se só dessa ou se de todas, e que os assuntos que nós precisarmos dele será feito por oficio. Então, tudo que a gente (quiser) falar com ele, agora, tem que ser por protocolo”, disse ela, durante reunião conjunta dos Conselhos de Administração e Fiscal, segunda-feira (17), no Plenarinho da Câmara Municipal.

Conselheira suplente pelos aposentados, Iria Onira da Silva explicou que o presidente do instituto não precisa estar presente nas reuniões do Conselho, mas fez uma ressalva: “Ele só tem que acatar as determinações do Conselho”. No entanto, a conselheira Eliete Maria da Silva, representante eleita dos servidores aposentados, sugeriu que o Conselho de Administração deliberasse sobre a convocação de Balbino, pois, segundo ela, “toda semana tem um assunto que depende da diretoria” para ser discutido.  “Quando necessário, vamos convocar”, informou o presidente do Conselho de Administração, Fernando Roveri.

Ainda segundo Casassa, funcionários do Pauliprev, inclusive concursados, foram orientados por Balbino a não participarem das reuniões do Conselho. Para a conselheira, “tudo bem” o presidente não participar, “desde que, ele responda a contento as demandas dos servidores”. No entanto, ela criticou o fato de Balbino ter “sugerido” que funcionários da previdência municipal também não participassem, especialmente na reunião de segunda (17),  em função da apresentação das contas do Instituto pelo Conselho Fiscal.

“Se precisarmos, por exemplo, perguntar alguma coisa (sobre as contas do Pauliprev) nem a diretora financeira (Marina Aparecida de Oliveira Silva)  vai estar aqui para responder. Tenho que deixar registrado o meu descontentamento, porque aqui é o espaço que tenho para isso, uma vez que, até no instituto nós somos tolhidas de adentrar, sem a prévia autorização e agendamento”

Outro lado
O Correio telefonou para a assessoria de imprensa do Instituto Pauliprev, mas a telefonista informou que a jornalista estava em reunião e não poderia nos atender.  Então, pedimos o e-mail da assessoria de imprensa, mas a atendente disse que não sabia

Foto: Vídeo/Reprodução


Comentar