Licitado em maio, uniforme será entregue a partir de segunda (24) com “desfile” no teatro

Da Redação
19/09/2018 18:09:29
Licitado em maio, uniforme será entregue a partir de segunda (24) com “desfile” no teatro

Compradas há mais de 2 anos, mochilas escolares como essas ainda não chegaram aos alunos

Cinco alunos de cada escola desfilarão; mochilas e estojos achados no DAN foram comprados em abril de 2016, segundo apurou o Correio

Faltando três meses para o fim do ano escolar, a administração Dixon Carvalho (Progressistas) vai começar uniformizar os mais de 16 mil alunos da rede pública, na próxima segunda-feira (24). A largada será no Teatro Municipal “Paulo Gracindo”, onde acontecerá um desfile organizado pela Secretaria Municipal de Educação (SME).  Cinco alunos de cada escola receberão e desfilarão os uniformes, conforme orientação da SME recebida pelas direções das unidades.

A licitação da compra dos uniformes foi homologada dia 15 de maio passado, mais o Correio apurou que a primeira entrega ocorreu somente dia 28 de agosto, a segunda e a terceira dias 3 e 12 deste mês, respectivamente. A chegada das últimas remessas, antes do desfile, estava prevista para acontecer entre segunda-feira (17) e esta quarta-feira (19). 

Como as medidas e números dos alunos foram coletados no início do ano letivo, a Prefeitura abrirá um período para troca de uniformes e tênis que, eventualmente, não servirem mais. Para isso, a secretaria de Educação comprou 3% a mais do total necessário de uniformes e calçados. Pelo menos até a semana passada a Prefeitura ainda não havia recebido os tênis da empresa Novo Tempo indústria e Comércio de Artigos Escolares.

Material
No último dia 11, o Correio mostrou, com exclusividade, livros, uniformes e material escolar estocados no barracão do DAN (Departamento de Alimentação e Nutrição). Questionamos a Secretaria Municipal de Educação (SME) sobre o assunto, mas até o presente momento não obtivemos resposta.

O Correio apurou que a quantidade de mochilas e estojos encontrada no DAN sobrou de uma compra feita na gestão do ex-prefeito José Pavan Junior (PSDB), em abril de 2016, no valor de quase R$ 500 mil. “Como a quantidade (estocada no DAN) não é suficiente para atender toda a rede esse material está parado lá, enquanto eles (a atual administração) encontra um jeito de distribuí-lo”, disse uma fonte do Correio.  

Foto: PMP/Divulgação

Comentar