Aluguéis: AP DE FRENTE PARA O MAR DE IPANEMA, R$ 10 mil; CASA PARA GUARDAR MATERIAIS EM PAULÍNIA, R$ 11 mil; Pesquisa: KIKO, TIGUILA, XANDYNHO E DA...

Da Redação
19/09/2017 23:09:14
Aluguéis: AP DE FRENTE PARA O MAR DE IPANEMA, R$ 10 mil; CASA PARA GUARDAR MATERIAIS EM PAULÍNIA, R$ 11 mil; Pesquisa: KIKO, TIGUILA, XANDYNHO E DA FRUTA!

Nos metros quadrados mais caros do país, tem aluguel mais barato do que em Paulínia City

Boaaaaaaaaaaaaaaaa nooooooooooooooooite, meus amooooooooooooooooores!!! Quinze dias sem tricotar, bate uma saudaaaaaaaaaaaade danada. A agenda na Câmara está bombando e me tomando, em média, doze horas por dia. Então, vamos direto para edição de hoje (19). No mês de julho, o Paulínia Online pediu que seus leitores avaliassem, com notas de 1 a 10, o desempenho dos 15 vereadores da city. Segundo o blog, os mais bem avaliados foram Kiko Meschiati (PRB) e Tiguila Paes (PPS), que receberam notas 4,17 e 3,71, respectivamente. O blog não informou quantos internautas participaram da avaliação e disse que o ranking foi montado pela média de nota recebida por cada avaliado.

O Paulínia Online destacou que nenhum vereador ter atingido ou ultrapassado a nota 5, na escala até 10, o que, para o blog, “mostrou o grau de descontentamento dos moradores” com os membros do Legislativo Paulinense. Por outro lado, a pesquisa revelou, também, que a insatisfação é ainda maior com os vereadores que formam a base do governo Dixon Carvalho (PP). Segundo o blog, todos eles receberam notas abaixo de 3. Entre os governistas, o mais bem avaliado foi o queridíssimo Xandynho Ferrari (PSD), 2,92, e a nota mais baixa, 2,58, foi de Manoel Filhos da Fruta (PCdoB).

Evidentemente, a pesquisa do Paulínia Online retrata o momento atual do eleitor paulinense com seus representantes na Câmara, portanto, longe de ser um desenho do cenário político de 2020. Desenho, não. Rascunho, pode ser. Da mais alta à mais baixa, a verdade é que as notas mostram que todos os avaliados ainda estão longe do topo, e, quem quiser chegar lá, no início dos anos 20, terá de ANDAR, VERDADEIRAMENTE, DE MÃOS DADAS COM O POVO.  E esse recado não é meu, mas sim do próprio povo, que, a cada dia, se ilude menos com “algodão doce”. Então, se liguem!!!!

A locação de dois imóveis, por R$ 11 mil cada um, durante 12 (doze) meses, está dando o que falar. O locado pela Prefeitura é para guardar materiais, segundo extrato de contrato divulgado no Semanário Oficial do Município. O outro, locado pelo Pauliprev, vai abrigar a nova sede do Instituto administrador da previdência dos servidores públicos municipais. Juntos, eles custarão R$ 264 mil para os locatários – leia-se, população e servidores. Gente do céu, quando se trata de alugar para a Prefeitura da City o valor não fica muito atrás dos valores cobrados nos metros quadrados mais caros do país. Isso quando não sai mais caro.

Querem um exemplo? Vamos lá. Pesquisei apartamentos para alugar na sofisticadíssima Avenida Vieira Souto, no RJ, e encontrei um com vista deslumbrante para o mar de Ipanema, CLIMATIZADO COM AR CENTRAL - HALL - LIVING - SALA DE JANTAR - LAVABO - JARDIM DE INVERNO COM DECK - CIRCULAÇÃO - EXCELENTE MARCENARIA - 3 QUARTOS SENDO 1 SUÍTE - BANHEIRO SOCIAL - COZINHA - ÁREA DE SERVIÇO - DEPENDÊNCIA COMPLETA DE EMPREGADA, por R$ 10 mil/mês. Outro detalhe: o prédio tem um apartamento por andar. Fonte: Zap Imóveis.  É mole?

Sendo assim, podemos pensar que a casa onde a Prefeitura vai guardar materiais deve ser um baita palacete, para o aluguel ser mais caro do que o de um “AP” na carioca Vieira Souto. Quando a Prefeitura vai locar um imóvel, alguém avalia se o preço do aluguel é justo, ou, simplesmente, pagam quanto o dono pede? Será? Na média, a população paulinense paga mais de R$ 12 mil/mês por aluguel fechado pela Prefeitura e, anualmente, mais de R$ 3 milhões em locações.  É muito dinheiro. Enquanto isso, verbas para programas prioritários foram praticamente zeradas. Vai entender.

Hoje (19) foi o segundo dia da Soluções Serviços Terceirizados à frente da merenda escolar da city. A empresa, que levou o contrato de mais de R$ 19 milhões, tem a missão de fornecer alimento de qualidade para milhares de alunos da rede municipal. Algumas críticas já surgiram, mas ainda é cedo para isso, embora uma empresa com tantos anos no mercado deva estar preparada para executar o contrato sem muitos problemas, mesmo no início. Pais, alunos, vereadores e população em geral estão de prontidão, com olhos bem arregalados no movimento. Tomara que a Soluções desempenhe um bom trabalho e atenda às necessidades do município.

Falando em merenda, circula nas redes sociais que o secretário de Educação, Luciano Ramalho, está em viagem pela Europa. Lógico, não perdi meu tempo tentando confirmar essa informação, pois nem eu, nem ninguém, tem absolutamente nada a ver com isso. Se ele, realmente, está na cidade luz, Paris, ou em Ibiza, o paraíso da Espanha,certamente terá os dias descontados. Portanto, não vejo nada de errado. Agora, concordo que, profissionalmente falando, viajar no momento em que uma nova empresa assume a merenda escolar, realmente, não foi (se viajou mesmo) adequado. 

Por hoje, é só meus amooooooooooooores. Uma semana abençoada, repleta de bênçãos e proteção de NOSSO MISERICORDIOSO DEUS. Muuuuuuuuuuitos beeeeeeeeeeeeeeeijos e abraaaaaaaaaaaaaaaaaaaços. Au revoir!

Foto: Zap Imóveis

Comentar