Paulínia perde uma das três UBSs anunciadas por Alckmin (PSDB) dia 5 de janeiro

Da Redação
02/08/2017 20:08:02
Paulínia perde uma das três UBSs anunciadas por Alckmin (PSDB) dia 5 de janeiro

Alckmin (PSDB): o governo estadual vai construir as UBSs Centro e Cooperlotes

Duas unidades serão construídas no município pelo programa “Saúde em Ação”, parceria do Governo do Estado com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento)

No dia 5 de janeiro, o governador Geral Alckmin (PSDB) anunciou o programa “Saúde em Ação”, em parceria com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). “Estamos desenvolvendo um projeto para fortalecer o atendimento primário na área da saúde. São R$ 826 milhões, em 163 obras de UBS novas e reformas de unidades antigas, mais AMEs, CAPS, Diretorias Regionais de Saúde e dois hospitais”, listou Alckmin. 

O anúncio foi feito no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, para os então recém-eleitos prefeitos de 71 municípios do Estado.  “Isso vai desafogar os hospitais, melhorar a resolutividade do atendimento primário e, além das obras, serão investidos recursos em equipamentos e capacitação de funcionários, informatização e integração dos centros de saúde”, disse Alckmin, na ocasião. Segundo o governo tucano, 70% dos R$ 826 milhões a serem investidos no programa sairão dos cofres do BID e 30% do Tesouro do Estado. 

No mesmo dia do anúncio, a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde divulgou a fatia (R$ 238 milhões) do “Saúde em Ação” destinada à Região Metropolitana de Campinas (RMC), bem como a lista de cidades beneficiadas com novas obras ou reformas de UBSs (Unidade Básica de Saúde).  

De acordo com a assessoria, o programa estadual vai construir 46 novas UBSs (Unidade Básica de Saúde) na RMC, sendo 9 em Campinas, 1 em Indaiatuba, 3 em Monte Mor, 5 em Itatiba, 1 em Vinhedo, 1 em Morungaba, 2 em Cosmópolis, 2 em Hortolândia, 4 em Sumaré, 3 em Santa Bárbara d’Oeste, 2 em Pedreira, 2 em Nova Odessa, 2 em Jaguariúna, 1 em Holambra, 1 em Arthur Nogueira, 1 em Sumaré, 3 em Paulínia, 1 em Indaiatuba e 2 em Americana.

Nesta quarta-feira (02), o governador Geraldo Alckmin (PSDB) esteve em Campinas e aproveitou para informar o início das obras de duas novas UBSs  em Paulínia, uma menos do que foi anunciado em janeiro. Segundo o tucano, as unidades serão erguidas no Centro e no Cooperlotes. “Elas serão construídas, equipadas, informatizadas, e os profissionais de saúde capacitados no nosso programa Saúde em Ação”, disse.

Informação pela metade
Sem citar que as novas UBSs serão construídas pelo programa "Saúde em Ação", do governo estadual, o prefeito de Paulínia Dixon Carvalho (PP) vem anunciando a construção das novas unidades de saúde como uma realização de seu governo. "Vamos fazer mais três UBSs", tem repetido ele, em vídeos publicados nas redes sociais. 

Foto: Assessoria de Imprensa do Governo do Estado de São Paulo

Comentar