Avelar assume e paga dívida com jovem que trabalhou para ele no rodeio

Da Redação
11/07/2017 23:07:37
Avelar assume e paga dívida com jovem que trabalhou para ele no rodeio

Acerto de contas: João Avelar na casa de Daniel Silva

“Daniel realmente trabalhou. Acabei de acertar, de pagar ele”, afirma Avelar, em vídeo gravado na casa do rapaz

Ontem (10) o Correio destacou o caso de Daniel Anderson da Silva, de 26 anos, que trabalhou três dias no Paulínia Rodeo Festival, carregando e descarregando equipamentos de som, mas só havia recebido por um dia trabalhado. “Trabalhei na quinta, das oito da manhã às quatro da tarde. Paramos para descansar e voltamos por volta de uma hora da madrugada, até às cinco da manhã. Na sexta-feira, cheguei lá às quatro da tarde, fiz alguns servicinhos e depois só voltei a trabalhar na madrugada, também até às cinco da manhã. No domingo, começamos (ele e outros contratados) era uma e meia da madrugada e paramos por volta das nove e meia de hoje (desta segunda-feira, 10)”, relatou Silva, ontem (10), que disse ter sido contratado por João Avelar, integrante da organização do evento. 

Nesta terça-feira (11), o próprio João Avelar confirmou ter contratado o rapaz, como Silva havia afirmado ontem ao Correio.  “Daniel realmente trabalhou. Acabei de acertar, de pagar ele”, afirma Avelar, em vídeo gravado na casa do jovem, no bairro Alto de Pinheiros, e divulgado em rede social. “Daniel trabalha pra caramba, e trabalhou realmente de madrugada”, ressaltou Avelar. No vídeo, Silva não mudou a versão dos fatos relatados ao Correio e confirmou ter recebido, hoje (11), os dias que faltavam.

“Mal-entendido”
No vídeo, Avelar classifica o episódio como um “mal-entendido” e que o Correio havia transformado uma simples informação “em fofoca”.

Respeitamos o sagrado direito constitucional à liberdade de expressão e de opinião que todos nós temos, e, neste caso específico, o do Senhor Avelar, de classificar “assim” ou “assado” a informação nos passada – e não desmentidas – pelo jovem Daniel Anderson Silva. O que importa para o Correio é que a veracidade dos fatos narrados por Silva restou comprovada pelo próprio contratante Avelar, e que o problema foi resolvido.

Foto: Reprodução/Vídeo João Avelar

Comentar