Bolsa de estudo e outros programas da Educação têm verbas reduzidas ou zeradas

Da Redação
05/06/2017 22:06:40
Bolsa de estudo e outros programas da Educação têm verbas reduzidas ou zeradas

Em novembro passado, a Prefeitura informou 1.935 estudantes inscritos para a Bolsa Educação 2017

Redução ultrapassa os R$ 16 milhões, mas, por outro lado, a verba para merenda saltou de R$ 17 milhões para R$ 32 milhões

Programas importantes da Educação Municipal ficaram mais pobres ou tiveram suas dotações zeradas, após vários remanejamentos de verbas realizados pela administração Dixon Carvalho (PP). O mais afetado foi o programa Bolsa Educação, que perdeu R$ 4.800.000,00 (quatro milhões e oitocentos mil reais). A segunda maior redução ocorreu na verba para construção, reforma e ampliação de escolas de ensino fundamental, que caiu de R$ 3.500.000,00 (três milhões e quinhentos mil reais) para apenas R$ 52.868,16 (cinquenta e dois mil, oitocentos e sessenta e oito reais e dezesseis centavos).

A construção de novas escolas fundamental e infantil  nos bairros João Aranha, Serra Azul, Betel e Bom Retiro, também, vai ficar para depois. Dos R$ 4 milhões reservados para esse fim restaram apenas R$ 49.100,00 (quarenta e nove mil e cem reais). A dotação de R$ 5 milhões para o município investir, este ano, em construção, reforma e ampliação de unidades de ensino infantil, médio e profissionalizante foi reduzida para R$ 1 milhão. 

Já a verba para gastos com merenda escolar, em 2017, pulou de R$ 17.300.000,00 (dezessete milhões e trezentos mil reais) para 32.091.037,50 (trinta e dois milhões, noventa e um mil, trinta e sete reais e cinquenta centavos). Ao contrário do aumento de quase R$ 15 milhões para merenda, as  demais verbas da Educação reduzidas pelo atual governo municipal estavam previstas no Orçamento 2017, aprovado pela Câmara de Vereadores no ano passado.
 
Câmara
Três dos programas da Educação que tiveram as verbas reduzidas pela administração Dixon Carvalho (PP) haviam sido contemplados com mais dinheiro, através de Emendas ao Orçamento 2017, de autoria do vereador Tiguila Paes (PPS) - leia!

O parlamentar aumentou de R$ 1 milhão para R$ 4 milhões as dotações iniciais para construção de novas unidades de ensino fundamental e infantil nos bairros João Aranha, Serra Azul e Bom Retiro, e de R$ 500 mil para R$ 2,5 milhões a verba para construção, reforma e ampliação de escolas de ensino médio e profissionalizante. 

Outro lado
Por e-mail,  o Correio pediu explicações ao Secretário de Educação Luciano Bento Ramalho sobre os remanejamentos de verbas, mas, por conta do horário (18h42), ele informou que não poderia ver nossa mensagem hoje. Ficaremos aguardando seu posicionamento.

Veja como ficaram as dotações, após os remanejamentos:

Bolsa de Estudos: 
Dotação inicial: R$ 20.300.000,00
Dotação atual:  R$ 15.500.000,00 
Redução de R$ 4.800.000,00

Construção de Escolas de Ensino Fundamental nos Bairros João Aranha, Serra Azul e Bom Retiro:
Dotação inicial: R$ 2.000.000,00
Dotação atual:  R$     49.100,00
Redução de R$ 1.950.900,00

Construção de Escolas de Ensino Infantil nos Bairros João Aranha, Serra Azul e Bom Retiro:
Dotação inicial: R$ 2.000.000,00
Dotação atual:  R$             0,00
Redução de R$  2.000.000,00

Construção Reforma e Ampliação de Escolas de Educação Infantil:
Dotação inicial: R$ 2.500.000,00
Dotação atual:  R$ 1.000,000,00
Redução de R$ 1.500.000,00

Construção Reforma e Ampliação de Escolas de Educação Fundamental:
Dotação inicial: R$ 3.500.000,00
Dotação atual:  R$     52.868,16
Redução de R$ 3.447.131,84

Construção Reforma e Ampliação de Escolas de Ensino Médio e Profissionalizante:
Dotação inicial: R$ 2.500.000,00
Dotação atual:  R$             0,00
Redução de R$ 2.500.000,00
Fonte: Portal da Transparência da Prefeitura de Paulínia

Foto: Arquivo/Correio Imagem

Comentar