Pavan (PSDB) e Tuta (PPS) têm contas eleitorais “aprovadas com ressalvas”

Da Redação
18/04/2017 19:04:46
Pavan (PSDB) e Tuta (PPS) têm contas eleitorais “aprovadas com ressalvas”

Os ex-candidatos a Prefeito de Paulínia, Pavan (PSDB) e Tuta (PPS)

Segundo a Justiça Eleitoral, os apontamentos nas prestações dos ex-candidatos a prefeito da cidade não comprometem a regularidade das contas

O juiz eleitoral de Paulínia, Carlos Eduardo Mendes, decidiu aprovar com ressalvas as contas eleitorais dos ex-candidatos a prefeito de Paulínia  José Pavan Junior (PSDB) e Ademir Antonio Bosco, o Tuta (PPS), segundo e terceiro colocados, respectivamente, na disputa de outubro do ano passado.

Nas duas sentenças, o magistrado seguiu a manifestação do Ministério Público Eleitoral (MPE), que não considerou as irregularidades encontradas nas prestações dos ex-candidatos suficientes para desaprovação das contas.

Dos sete candidatos à Prefeitura de Paulínia, nas últimas eleições, quatro já tiveram as contas julgadas pela Justiça Eleitoral. Além de Pavan (PSDB) e Tuta (PPS), Daniel Messias também teve as contas aprovadas, só que, sem ressalvas. Já as contas do prefeito Dixon Carvalho (PP) foram as únicas reprovadas, até o presente momento. Ele recorre da decisão no TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

As contas dos três últimos candidatos, Roberto Yamada (PSOL), Kielson Prado (PMB) e Adriano Moura (PMDB) ainda não foram julgadas. 

Fotos: Arquivo/Correio Imagem

Comentar