BARALDI E A SECRETÁRIA JURÍDICA QUE “CAIU”; Domingo (12), tem “ROLIMÔ; Mesa ressuscita “GRATIFICAÇÃO ESPECIAL”; PRP representa...

Da Redação
06/02/2017 20:02:55
BARALDI E A SECRETÁRIA JURÍDICA QUE “CAIU”; Domingo (12), tem “ROLIMÔ; Mesa ressuscita “GRATIFICAÇÃO ESPECIAL”;  PRP representa CONSELHO DE GESTÃO!!!

Administração mantém festival e o "Rolimã" vai rolar neste domingo (12)

Boooooooooooooa noooooooooite, meus amooooooooooooooores!!! E, com apenas 35 dias, o governo Dixon (PP) sofreu a primeira “baixa”: a advogada Elisete Quadros “pediu” para deixar a secretaria de Negócios Jurídicos (SNJ). Apurei que, por enquanto, o secretário de Negócios da Receita e advogado Alessandro Baumgartner responderá também pela SNJ -  até o prefeito definir um novo nome para a pasta. Também apureeeeeeeeeei que, esta semana deve “cair” mais um secretário – até imagino quem seja, mas seria deselegante antecipar  o nome, mesmo que em forma de palpite.
 
Agora, voltando à ex-secretária Elisete, uma fonte (tanto ou mais “xereta” do que eu) me alertou para a ligação da doutora com o empresário Geraldo Antonio Baraldi, que, durante a campanha eleitoral passada, teria comprado, por R$ 2 milhões, lotes no Parque Nova Veneza, pertencentes à uma empresa de Benedito Carvalho (leia mais sobre isso).  Pois bem, doutora Elisete é (ou foi) gerente jurídica da GAB Engenharia Ltda., uma das empresas de Baraldi, sediada na Rua 7 de setembro, 403, Vila Industrial, Campinas - esse é o mesmo endereço profissional da ex-secretária de Paulínia, informado por ela à OAB/SP, com telefone e tudo (3273.3799). Em outubro passado, a doutora ainda advogava para a GAB de Baraldi, numa ação da empresa contra o Banespa S/A – Administradora de Cartões de Crédito.

Elisete também já defendeu a Capital Humano Obras e Serviços Ltda., outra empresa de Baraldi, no Tribunal de Contas do Estado (TCE). A Capital impugnou o Edital do Pregão Presencial 50/11, da Prefeitura de Paulínia City, para “execução de serviços gerais de manutenção e conservação em próprios municipais, prédios locados e conveniados, com fornecimento de materiais e mão de obra”. O TCE-SP acatou a Representação da empresa e suspendeu a licitação, que deveria ter ocorrido dia 30 de agosto daquele ano. Uma semana depois, o então prefeito José Pavan Junior, à época do DEM, revogou o pregão presencial e, claro, o processo foi extinto.  

Na semana passada, Baraldi foi citado pela Justiça Eleitoral da city na AIME (Ação de Impugnação de Mandato Eletivo) movida contra o prefeito Dixon (PP) pelo ex-prefeito José Pavan Junior (PSDB). Isso foi na quarta-feira (1º). Dois dias depois, a doutora Elisete “entrega” a Secretaria de Negócios Jurídicos. A “AIME PAVANISTA”, pedindo a “cabeça” de Dixon (PP), surgiu após a Justiça Eleitoral desaprovar as contas eleitorais do pepista, principalmente, em função da origem desconhecida de R$ 680 mil que ele investiu na campanha à Prefeitura. 

O empresário Baraldi será ouvido na “AIME PAVANISTA”, que corre em segredo de Justiça, provavelmente, para explicar a suposta compra dos terrenos da empresa do doutor Benedito, um dia antes de o ex-prefeito também comprar um terreno do filho e então candidato a prefeito. A Justiça suspeita que as vendas (Bendito/Baraldi, Dixon/Benedito) possam ter sido “simuladas” para “dar origem” ao dinheiro investido por Dixon, na campanha. O PRP de Mário Lacerda, que move outra AIME contra o atual prefeito, pediu a quebra do sigilo bancário de Baraldi, mas como a ação também está sob sigilo, não é possível saber se a Justiça Eleitoral já e o que decidiu. 

Mudando de assunto. Sucesso no ex-governo Pavan (PSDB), o Festival de Rolimã, da Secretaria de Esportes e Recreação (SER), está garantido na atual administração Dixon (PP), e, a 1ª edição 2017 do evento será neste domingo, dia 12. Além do “Rolimã”, tem “Passeio Ciclístico”, no domingo seguinte (dia 19), e Campeonato de Futsal no João Aranha, de março a abril. Pelo menos o Esporte começa a funcionar.

O Conselho de Gestão, recém-inaugurado pelo governo pepista, já virou alvo de mais uma Representação do PRP municipal, no Ministério Público (MP) da City. O partido quer saber os critérios utilizados pelo prefeito Dixon (PP) para nomear conselheiros Benedito de Carvalho,  Carlos Henrique Spaleta, e Vitor Cesar Tiziani. Para a legenda, o Conselho foi a forma encontrada pelo prefeito para “formalizar” o pai, “mandando e desmandando” (palavras do PRP, na Representação) no serviço público municipal. “Assim, Excelência, a toda evidência, esses decretos feriram frontalmente o princípio constitucional da impessoalidade”, diz o documento, assinado pelo presidente Mário Lacerda.

E a nova Mesa Diretora da Câmara ressuscitou a “GRATIFICAÇÃO ESPECIAL” (PL 02/17) para membros da Comissão de Licitações (CL), pregoeiros e equipe de apoio. A proposta havia tramitado pela Casa em 2015 (PL 15/15), na gestão presidencial do ex-vereador e atual vice-prefeito Sandro Caprino (PRB), que achou melhor não levar adiante o “aumento” na folha do Legislativo - o antigo projeto foi arquivado dia 9 do mês passado. 

De acordo com o novo projeto, assinado pelo presidente Dú Cazellato (PSDB), Fábio Valadão (PTRB), 1º secretário, e Flávio Xavier (PSDC), 2º Secretário, as gratificações especiais ficarão assim: Presidente e Membros da CL: R$ 1.500,00 mensais; Pregoeiros, R$ 500,00 por pregão efetivamente realizado; Equipe de apoio (três pessoas, no máximo por pregão) R$ 300,00, também por pregão realizado; e Membros Efetivos da Câmara no Exercício da Função pelo Controle interno: R$ 1.000,00 mensais.  Não entendi essa última categoria: Membros Efetivos da Câmara no Exercício da Função pelo Controle interno? No antigo projeto não tinha isso, não. Oxi!

Bem meus amoooooores, por hoje, é só. UMA SEMANA REPLETA DE BÊNÇÃOS E PROTEÇÃO DIVINAS. Uma excelente noite, muito beeeeeeijos e abraaaaaços. Au revoir

Foto: Divulgação

Comentar