17 dias após ser nomeado por Dixon (PP), secretário de Cultura ainda não apareceu para trabalhar

Da Redação
17/01/2017 15:01:49
17 dias após ser nomeado por Dixon (PP), secretário de Cultura ainda não apareceu para trabalhar

Ewald Filho: gabinete de Dixon (PP) não se manifesta sobre "licença" do secretário de Cultura

Na secretaria a informação é que Ewald Filho, “talvez”, comece na próxima semana: Gabinete do prefeito Dixon (PP) não se posiciona sobre o assunto

O novo secretário municipal de Cultura de Paulínia, Rubens Ewald Filho, nomeado pelo prefeito Dixon Carvalho (PP), dia 1º deste mês, até esta terça-feira (17) ainda não começou a trabalhar na Prefeitura. No dia seguinte à nomeação, durante reunião com os funcionários da pasta, Ewald Filho informou que, devido a compromissos profissionais assumidos anteriormente, estaria ausente da secretaria durante quinze dias. Ainda segundo ele, “o prefeito estava ciente” disso. Ewald Filho é renomado crítico de cinema e cineasta brasileiro. 

Rubens Ewald Filho anunciou, também, que vai ausentar-se por 15 dias, devido a “compromissos assumidos anteriormente”

Hoje, dezessete dias depois, o Correio apurou que o titular da Cultura ainda não apareceu no trabalho. Ligamos para a Secretaria à procura de Ewald Filho e fomos informados que ele só estará na Prefeitura, “talvez”, a partir da próxima semana. Segundo a funcionária que atendeu nossa reportagem, quem está respondendo interinamente pela secretaria é Regina Argentin, servidora pública de carreira, ausente no momento de nossa ligação.

Enviamos (às 12:27 desta segunda, 17) um e-mail à Secretaria de Chefia do Gabinete do prefeito Dixon (PP), perguntando qual a posição do governo sobre essa questão e se os dias não trabalhados serão descontados do salário (R$ 12.016,00/mês) do servidor temporário. Logo após, tentamos falar, por telefone, com o secretário Reginaldo Vieira, mas ele não se encontrava no gabinete. A atendente do gabinete afirmou que encaminharia nossa mensagem ao secretário Vieira, no entanto, até o presente momento ele não nos respondeu. Tentamos, também, contato direto com Ewald Filho, mas não conseguimos.

Foto: Internet/Reprodução

Comentar