Em fim de governo, Pavan (PSDB) exonera 417, entre secretários, comissionados, chefias e funções de confiança

Da Redação
31/12/2016 14:12:52
Em fim de governo, Pavan (PSDB) exonera 417, entre secretários, comissionados, chefias e funções de confiança

Liminar (decisão provisória) do TJ-SP impede novas nomeações na Prefeitura de Paulínia

Decretos, portarias de exonerações e revogações foram publicadas no Semanário Oficial, edição de ontem (30)

Há poucas horas de tornar-se ex-prefeito de Paulínia, José Pavan Junior (PSDB) exonerou 417 integrantes do seu governo, distribuídos em diversos cargos e setores da prefeitura. Entre servidores efetivos (nomeados para cargos de confiança) e temporários, foram exonerados: 17 Secretários municipais, 181 cargos comissionados (símbolos CC4, CC5, CC6, CC7, CC8, CC9 e CC10), 48 Cargos de Chefia nível médio, 40 Cargos de Chefia nível superior, e 131 ocupantes de funções de confiança e funções gratificadas. 

Além disso, foram exonerados, também, integrantes do Instituto Pauliprev nomeados pelo prefeito, como o diretor-presidente Fábio Souza da Silva. Decretos,portarias de exonerações e revogações estão no Semanário Oficial do Município, edição de ontem (30).

Pagamento
Assim como a categoria de servidores efetivos da Prefeitura de Paulínia, os temporários exonerados receberam apenas 75% do último salário de 2016. O saldo deverá ser pago, até o próximo quinto dia útil, pelo próximo prefeito Dixon Carvalho (PP), que será empossado no cargo neste domingo, dia 1º. 

Novas contratações
Uma liminar (decisão provisória) - na ação que a Procuradoria-Geral do Tribunal de Justiça de São Paulo move contra as leis e decretos municipais que criaram diversos cargos de livre nomeação e exoneração do Prefeito de Paulínia  -  impede a próxima administração de nomear novos ocupantes para as vagas deixadas pelo staff do governo Pavan (PSDB). Leia mais, sobre isso!!!

Foto: Arquivo/Correio Imagem

Comentar