Tiguila (PPS) destina R$ 34 milhões para ações prioritárias, como informatização da saúde, construção de casas, escolas e UBSs

Da Redação
21/12/2016 17:12:45
Tiguila (PPS) destina R$ 34 milhões para ações prioritárias, como informatização da saúde, construção de casas, escolas e UBSs

Tiguila Paes (PPS): R$ 34 milhões em Emendas ao Orçamento 2017

O vereador apresentou um conjunto de 12 Emendas ao Orçamento 2017, todas aprovadas na sessão desta terça-feira (20)

O Orçamento 2017 de Paulínia recebeu um conjunto de 12 Emendas Modificativas, de autoria do vereador Tiguila Paes (PPS), propondo o remanejamento de R$ 34,2 milhões da receita total estimada – R$ 1.394.000.000,00 – para diferentes áreas prioritárias, que, segundo o autor das mudanças, foram contempladas com menos dinheiro do que realmente precisam.

No projeto orçamentário que enviou à Câmara Municipal, o atual prefeito José Pavan Junior (PSDB) destinou R$ 20 mil para informatização do sistema de saúde do município, e mais R$ 10 milhões para a interminável obra do Hospital Municipal.  “É impossível informatizar a Saúde com esse valor irrisório. Além de melhorar e muito o atendimento à população, a informatização será vital para estancar a sangria do dinheiro público, que massacra a saúde da nossa cidade há vários anos. É preciso acabar com isso, de vez”, afirmou Tiguila (PPS), e complementou: “A obra do hospital vem se arrastando desde 2008, já consumiu mais de R$ 100 milhões públicos, ou seja, quase 30 milhões a mais do valor inicial previsto, e ainda precisa de mais R$ 10 milhões?” 

A primeira das Emendas Modificativas ao Orçamento 2017, de autoria de Tiguila Paes (PPS), aprovada na sessão desta terça-feira (20) foi a que aumentou de R$ 20 mil para R$ 3.020.000,00 o valor da informatização da saúde. Na sequência, o plenário discutiu e aprovou as demais “Modificativas” apresentadas pelo vereador. Na dotação da Secretaria de Habitação, Tiguila (PPS) acrescentou mais R$ 15 milhões para construção de casas populares, que teria apenas R$ 2 milhões. “O déficit habitacional da cidade é muito grande e o município tem potencial para realizar o sonho da casa própria de muitas famílias”, comentou ele. 
 
A dotação de R$ 500 mil para construção, reforma e ampliação de escolas de ensino médio e profissionalizante foi aumentada por Tiguila (PPS) para R$ 2,5 milhões. Pavan (PSDB) havia destinado também R$ 1 milhão para construção de escolas infantil e fundamental nos bairros João Aranha, Serra Azul e Bom Retiro, no entanto, Tiguila (PPS) conseguiu elevar a verba para R$ 4 milhões. 

A Secretaria de Esporte e Recreação (SER) também foi contemplada pelo vereador, com mais R$ 1,9 milhão (a verba inicial era R$ 200 mil), que deverão ser investidos na construção e melhorias de praças esportivas.  “Além de insuficiente para recuperar todos os equipamentos esportivos públicos deteriorados, o valor (R$ 200 mil) definido pelo senhor prefeito não daria para construir o ginásio poliesportivo do Bom Retiro, aprovado na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), também por meio de emenda de minha autoria. Por isso, aumentei o valor para R$ 2,1 milhões”, explicou o vereador. 

Três outros setores da SER também foram beneficiados por emendas do parlamentar: apoio a projetos esportivos, cuja dotação passou de R$ 400 mil para R$ 2 milhões; o programa Bolsa Atleta, que receberia apenas R$ 5 mil no ano que vem, receberá R$ 205 mil; e o Fundo de Apoio ao Esporte (FAE) será de R$ 1.020.000,00, e não mais de R$ 20 mil, conforme mo estava previsto. 

A Emenda Modificativa 6 aumentou de R$ 4.020.000,00 para R$ 5.520.000,00 a verba para atender o chamado Terceiro Setor, formado por entidades importantes da cidade, como APAE, Casa do Menor, Auppac, entre outras.  A dotação é administrada pela Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social (Seprodes). A Secretaria de Obras e Serviços Públicos terá R$ 3,1 milhões para ampliar e reformar parques e praças da cidade. – R$ 1 milhão a mais do valor previsto inicialmente.

Em 2017, em vez de R$ 6 milhões, Paulínia terá R$ 10 milhões para investir em construção e reforma de Unidades Básicas de Saúde (UBSs) – o aumento foi objeto da 12ª e última Emenda apresentada por Tiguila Paes (PPS) ao Orçamento Municipal, que começou a ser votado na noite de ontem. “Mais uma vez, a Câmara está fazendo a sua parte no orçamento financeiro da cidade. Agora, caberá ao futuro prefeito (Dixon Carvalho) cumprir o mais importante: aplicar o dinheiro público nas áreas que realmente precisam e clamam por melhorias, pois é isso o que a população espera do próximo governo”, ressaltou o vereador.  

Desapropriações
Dos R$ 34, 2 milhões remanejados pelo conjunto de Emendas de Tiguila (PPS), R$ 6, 2 milhões estavam destinados para novas desapropriações ou compra de imóveis. “Outro absurdo, pois, nos últimos três anos, o município já gastou mais de R$ 50 milhões em desapropriações que não trouxeram nenhum benefício para a população. Só a desapropriação de uma mata que fica ao lado do teatro municipal custou mais de R$ 35 milhões aos cofres públicos. E, ainda queriam torrar mais dinheiro do contribuinte com isso. É inaceitável”, finalizou. 

Foto: Fabiano Moreira/CMP

Comentar