Após decisões do TRE, votos para a Câmara de Paulínia serão recontados segunda (31): eleito por média corre risco

Da Redação
28/10/2016 21:10:48
Após decisões do TRE, votos para a Câmara de Paulínia serão recontados segunda (31): eleito por média corre risco

Recontagem de votos para a Câmara de Paulínia será no Cartório Eleitoral

“Acredito que não haverá mudança, mas é preciso aguardar o reprocessamento”, diz chefe do Cartório Eleitoral

Dos 320 candidatos que disputaram uma vaga na Câmara Municipal de Paulínia, nas eleições municipais deste ano, 18 tiveram seus registros negados pela Justiça Eleitoral, sendo que metade recorreu no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) contra a decisão do juiz Carlos Eduardo Mendes.

Entre os candidatos que recorreram no TRE, quatro tiveram seus registros liberados, por decisões monocráticas da desembargadora Marli Ferreira, e, consequentemente, seus votos validados. São eles: Benedito Aparecido de Souza, o Bene Souza, 141 votos, do PP coligado com o PSDC e PEN; José Alexandre Sobrinho, 13 votos, do PPS coligado com o PMN; Arineia Viveiros Marques, 26 votos, do PRB coligado com o PTC e PSL; e Marcia Maria Luiz Miranda, 14 votos, do PEN coligado com o PP e PSDC. 

Outros dois candidatos indeferidos pelo juízo eleitoral local ainda estão com seus registros pendentes, à espera da decisão do TRE. São eles: Gilvan Rodrigues França, o França, 403 votos, do PROS coligado com o PCdoB e DEM – o recurso deste candidato foi enviado, hoje (28), ao gabinete da relatora Marli Ferreira, para decisão; e Richard Washington Honório Luiz, 5 votos, do PR coligado com o PDT.  

O candidato Domingos Anastácio de Brito, o Mestre Domingos, 27 votos, do PRB coligado com o PTC e PSL, e a candidata pelo PCO Paula Fernanda Ferreira, 7 votos, tiveram seus registros negados também pelo tribunal regional. Já Sidney Cansi Junior, 3 votos, do PT do B coligado com o PSD, continua aparecendo como “indeferido com recurso”, entretanto, o seu RE (Recurso Eleitoral) aparece como “arquivado” na Zona Eleitoral de Paulínia.

Com a validação pelo TRE dos registros dos quatro candidatos, os votos conquistados por eles serão somados pela Justiça Eleitoral da cidade ao total oficial apurado dia 02 de outubro. Com isso, a recontagem dos votos válidos para a Câmara Municipal será na próxima segunda-feira (31), a partir das 14 horas. “Acredito que não haverá mudança no quadro eleito dia 02 de outubro, mas é preciso aguardar o reprocessamento”, comentou Ademir Ferreira de Lima, chefe do Cartório Eleitoral da Cidade, onde ocorrerá a recontagem dos votos.

O Correio Paulinense apurou que, caso a recontagem dos votos altere a lista de vereadores para 2017, a mudança deve ocorrer entre aqueles que foram eleitos por média, dia 02 de outubro: Gustavo Yatecola (PTdoB/PSD), Manoel Barbosa de Souza, o Filho das Frutas (PCdoB/DEM/PROS), Edilsinho Rodrigues (PSDB/PRTB), e Fábia Ramalho (PMN/PPS). 

Segundo o Chefe do Cartório Eleitoral, as próximas decisões do TRE sobre os registros que ainda aguardam julgamento, como o do candidato França (PROS/PCdoB/DEM), que obteve 403 votos, podem provocar outras recontagens de votos em Paulínia.

Foto: Arquivo/CP Imagem 

Comentar