Proibir ou constranger ato de amamentação em Paulínia gera multa; lei municipal abrange comércio e outros locais...

Da Redação
12/07/2016 12:50:00
Proibir ou constranger ato de amamentação em Paulínia gera multa; lei municipal abrange comércio e outros locais privados, fechados ou abertos

Várias cidades brasileiras já aprovaram legislação semelhante, em consonância com a Organização Mundial de Saúde (OMS)

[imagem] Paulínia já pode aplicar multa de R$ 500,00 a estabelecimentos privados, fechados ou abertos, que proíbam mães de amamentar seus filhos, independentemente de existir, em suas instalações, um espaço reservado para o aleitamento materno. Criada pelo vereador Danilo Barros (PR) e sancionada pelo prefeito José Pavan Junior (PSDB), a lei municipal prevê punição também para o estabelecimento que constranger o ato de amamentação. 


Várias cidades brasileiras já aprovaram lei semelhante, em consonância com as diretrizes da Organização Mundial de Saúde (OMS) e UNICEF, empenhadas em proteger, promover e apoiar o aleitamento materno. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a amamentação materna protege a criança contra alergia e infecções e também evita diarreias, pneumonias, otites e meningites.

Foto: Ilustração/Internet

Comentar