Civil prende suspeitos de integrar quadrilha de furtos e roubos em condomínios de Paulínia; segundo delegado Evangelista,...

Da Redação
18/05/2016 12:45:00
Civil prende suspeitos de integrar quadrilha de furtos e roubos em condomínios de Paulínia; segundo delegado Evangelista, operação foi conjunta com a GM

[imagem] Acusados postavam fotos no Facebook usando objetos das vítimas, como roupas e tênis, e ainda ostentavam gastos em shoppings

Segundo o delegado Marco Evangelista, titular da Polícia Civil de Paulínia, pelo menos cinco pessoas integram uma quadrilha que vem realizando furtos e roubos em condomínios de alto padrão do município, como Yucatan, Athenas, Campos do Conde, Terras do Fontanários, e também no Jardim Itapoan, área nobre da cidade.  


Na manhã de ontem (17), o SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Paulínia cumpriu  dois mandados de prisão temporária contra dois suspeitos de integrar o bando. “Um terceiro elemento, cuja prisão temporária também foi decretada pela Justiça, está foragido”, disse Evangelista.  Um quarto suspeito da quadrilha também foi preso, após, segundo a polícia, ter confessado um dos furtos nos condomínios.

Além dos mandados de prisão, a polícia cumpriu também dois de busca e apreensão em locais onde supostamente poderiam ser encontrados objetos levados das vítimas. “Apreendemos alguns objetos nesses locais, mas as vítimas não reconheceram como sendo delas, então, liberamos os objetos e também as pessoas trazidas à delegacia apenas para averiguação”, afirmou o delegado. 

A investigação em busca da quadrilha, compartilhada pela Civil e o Setor de Inteligência da Guarda Municipal, já vinha sendo feita há pelo menos dois meses. “Nesse período, seguimos os passos dos suspeitos, que chegaram ao cúmulo de ostentar objetos subtraídos das vítimas, como relógios, tênis e roupas, nas redes sociais. Eles tiravam fotos usando os objetos e postavam no Facebook, além de relatar gastos em shoppings, provavelmente, feitos com o dinheiro que subtraíram das vítimas”, relatou Evangelista.

Nos últimos dois meses foram quatro furtos (quando o crime é praticado sem a vítima estar presente) e um roubo (quando a vítima estar presente e ainda é ameaçada pelo criminoso). Dois dos três suspeitos presos são L. C. S., de 19 anos, I. A. V., de 18, ambos moradores no São José I. Já o foragido é D. E. P. S., de 19 anos, morador no João Aranha. “Todos têm passagens pela polícia, inclusive, L. e I. respondem em liberdade por outros furtos que praticaram”, explicou o delegado.

Com as prisões realizadas a polícia acredita que as ocorrências de furtos e roubos em condomínios de Paulínia devem diminuir. De acordo com o setor de estatísticas da Secretaria Estadual de Segurança Pública, o número de furtos em geral na cidade subiu nos três primeiros meses desse ano, comparado ao mesmo período do ano passado – em 2015 foram 291 e 2016 337 casos registrados. Os dados referentes ao mês de abril ainda não se encontram disponíveis no site da SSP-SP. 

Foto: Polícia Civil

Comentar