“A Guarda nasceu de novo”, diz secretário de Segurança, após aprovação do Estatuto da...

Da Redação
25/02/2016 11:45:00
“A Guarda nasceu de novo”, diz secretário de Segurança, após  aprovação do Estatuto da corporação Municipal, criado pela gestão Pavan (PSB)

[imagem]  A Câmara aprovou o regulamento terça (23), por 13 votos: o presidente não vota e Danilo Barros esteve ausente na sessão

Para o Secretário Municipal de Segurança Pública, Fábio Feldman, o Estatuto da Guarda Municipal de Paulínia, deu uma nova vida à corporação, fundada há três décadas e meia. “A Guarda nasceu de novo. Pode-se dizer que se tinha uma corporação de fato, mas não de direito. Agora, é uma corporação de direito, o que mitiga se não elimina, eventuais ingerências político-partidárias no funcionamento da corporação”, analisou o secretário.   


O Estatuto da GM terminou de ser votado pela Câmara Municipal terça-feira (23),  com 13 dos 15 vereadores  favoráveis ao regulamento – por questão regimental o presidente da Casa, Sandro Caprino (PRB), só vota em casos de empate, e o vereador Danilo Barros (PCdoB) não participou da sessão, por estar em viagem de lua de mel. O documento estabelece Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos; a Organização da Guarda Municipal, e o Código Disciplinar da corporação.

A atuação da GM na cidade foi reconhecida por todos os vereadores, durante os debates sobre o projeto de lei que acabou com uma espera de 35 anos pelo Estatuto. “Essa é uma conquista histórica não só da Guarda Municipal, mas de toda a cidade e da população de Paulínia, pois a atuação da GM contribui para que a nossa Segurança seja uma das melhores, se não for a melhor, da região. Vamos continuar fazendo o que for preciso para melhorar cada vez mais”, frisou o prefeito Pavan (PSB), por meio da assessoria de imprensa.

Emendas
O texto original do projeto do Estatuto da GM recebeu quatro Emendas, sendo duas de autoria do presidente da Câmara, Sandro Caprino (PRB), uma do vereador Gustavo Yatecola (PTdoB), e outra do próprio autor, o Executivo. Confira!

PROJETO DE LEI - Emenda 1 - Emenda 2 - Emenda 3 - Emenda 4

Fotos: CMP/Divulgação

Comentar