NA SÃO BENTO, NA JOSÉ PAULINO: delegado Evangelista fala sobre segurança da nova delegacia, e eu rasgo o verbo de como era no...

Da Redação
15/01/2016 17:00:00
NA SÃO BENTO, NA JOSÉ PAULINO: delegado Evangelista fala sobre segurança da nova delegacia, e eu rasgo o verbo de como era no antigo e como é no novo prédio; ATENÇÃO CANDIDATOS: DE OLHO NAS REGRAS!

[imagem] Boaaaaaaaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaarde, meus amoooooooooores. Eita chuvinha abençoada! Delíiiiiiiiiiiiiiiiicia pra dormir, neh? Mas, é preciso levantar, colocar modelito, acessórios e pegar no batente, pois atrás vem gente (uiiiii...gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Vários passarinhos me contaram que, ontem (14) uma placa do teto do hall da Câmara despencou e quase atingiu a amaaaaaaaaaaaaaaada Maria Helena, recepcionista da Casa. Ainda bem que foi apenas um susto.

Por outro lado, o episódio pode provocar mais uma reforma no recinto – se a estrutura toda estiver comprometida tem que trocar mesmo, evidente. Só não vale exagerar no valor da Carta Convite e incluir até o teto do céu no pacote (gargalhaaaaaaadas). Ai, ai, ai!!!

Atenção candidatos, “DE OLHO NAS REGRAS” eleitorais deste ano. Domingo passado iniciamos uma série especial sobre as mudanças estabelecidas na Minirreforma Eleitoral de 2013 e na Reforma Política de 2015. O primeiro tema, “PRÉ-CAMPANHA” traz, de acordo com resolução do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o que os senhores podem fazer antes do início da campanha oficial, sem riscos de punição por “CAMPANHA ELEITORAL ANTECIPADA”. Muitas coisas que antes não podiam, hoje podem. O segundo tema será ‘PROPAGANDA POLÍTICA”. Aguardem!

Segundo meu colega Silvio Motta, que cobriu e divulgou uma reunião do prefeiturável Dixon Carvalho (PSDB) na noite de segunda-feira (11), o tucano afirmou que “vai brigar internamente até o fim para ser o candidato da legenda” à Prefeitura da City. Acompanhado de seu coordenador político Aristides Ricatto, do PSDB da vizinha Hortolândia e amigo do poderoso Carlos Sampaio, Dixon era puro entusiasmo. Pelo tamanho político dos envolvidos, o final dessa briga é imprevisível. Enquanto a certeza de vitória política não se concretiza, Dixon segue comemorando a segunda derrota judicial do advogado Arthur Freire, por ter distribuído falsas fotos dele em cenas íntimas com menores de idade.

Visitei o novo prédio da Delegacia de Polícia, na Avenida José Paulino, e saí de lá impressionado com a grandiosidade da estrutura colocada à disposição dos policiais e, sobretudo, da população. N

Na São Bento, o Plantão mal cabia cinco pessoas – a maioria esperava atendimento do lado de fora, em pé ou sentada em bancos de cimento. No novo e totalmente refrigerado endereço, a população é acomodada nas cadeiras da ampla sala de espera. 

Na São Bento, os escrivães trabalhavam e até ouviam pessoas em salas minúsculas, cheirando a mofo, entulhadas de papéis e móveis velhos. No novo endereço, cada escrivão ganhou uma sala ampla e digna de se trabalhar e realizar oitivas (tomar depoimentos). Na São Bento, os gabinetes dos delegados (titular e adjunto) eram pequenos e horrorosos. A sala do Doutor Marco Evangelista (titular), por exemplo, servia para atendimento e reunião ao mesmo tempo. No novo prédio, os delegados estão devida e merecidamente bem instalados, para trabalhar pela população, inclusive, com sala de reunião anexa ao gabinete titular. 

Na São Bento, materiais de pequeno e médio portes, apreendidos em operações e usados como provas dos crimes investigados, ficavam na sala do escrivão responsável por cada caso. No novo endereço, tem uma sala exclusiva para guardá-los, de forma segura e organizada. Na São Bento, o Cartório Central da Civil também era sinônimo de precariedade, em todos os sentidos. No novo endereço, o espaço reservado para o setor está à altura dos policiais e do trabalho que eles desenvolvem.

Na São Bento, o Setor de Investigações Gerais (SIG) ficava numa casinha de fundos, onde João “Habib”, Ednaldo Paulo e Cia se viravam nos 30 para realizar o importante trabalho investigativo. No novo endereço, o SIG de Paulínia não fica devendo nada para os melhores setores de investigação, Estado afora. “Só falta a mesa do Habib, né doutor Marco (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas)?

Na São Bento tinha uma cadeia pública, palco de rebeliões, motins e até fugas, que tanto assustaram os moradores nas redondezas. No novo endereço, existe apenas uma cela para presas (no máximo quatro, pelo que vi) de passagem – ou seja, em via de condução para cadeias ou presídios da região. “No máximo, um fim de semana”, me disse o delegado Evangelista, sobre o tempo de permanência no local. Tem também um pequeno espaço (o famoso “corró”), destinado a presos em flagrante, que após autuados pelo delito cometido são levados imediatamente para unidades prisionais adequadas.

Enquanto conversava com o delegado Evangelista, um policial entrou na sala dizendo que alguém de outra cidade estaria enviando três presas para Paulínia, por falta de vagas na região. “Pode avisar que Paulínia não tem mais cadeia”, respondeu o doutor.

Na São Bento, mal tinha espaço para o atendimento comum. No novo endereço, além de ampliar e humanizar os setores já existentes, o delegado Marco Evangelista pôde implantar três importantíssimos Núcleos de Atendimento Especializado: IDOSO, CRIANÇA E ADOLESCENTE, E MULHER. Gente, terá até uma “brinquedoteca” para crianças, em frente ao Núcleo da Mulher.

A mudança da São Bento para a José Paulino também possibilitou a conquista da PRIMEIRA DELEGA DA MULHER DE PAULÍNIA, A DOUTORA JOCELI GALLI, que começa na função já na próxima segunda-feira, dia 18, na principal sala do Núcleo de Atendimento à Mulher. Paulínia esperou mais de 20 anos por isso.

Além de tudo isso, no térreo da nova DP da City tem refeitório, sala para reuniões e palestras, elevador e todos os setores estão devidamente “emplacados” com seus respectivos nomes e o símbolo da Civil. E os politiqueiros desinformados ainda ficam falando besteiras e mentiras por aí, sem sequer terem ido conhecer o novo prédio. Ô POVINHO MEDÍOCRE, VIU!  

Em relação ao quesito segurança do novo prédio da delegacia, com a palavra o delegado Marco Evangelista: 

“Na verdade, por si só, uma delegacia de polícia pode ser alvo da atenção criminosa em qualquer lugar que ela esteja. O importante, é que estamos muito bem posicionados estrategicamente, o local atende as normas de segurança, inclusive foi aprovado pelos órgãos superiores de Segurança Pública, e os policiais estão preparados para exercerem suas funções, em todos os setores. 

Temos entrada e saída nos fundos, para casos que exijam um cuidado maior, além de três locais adequados para contenções temporárias, até a remoção imediata para presídios ou distritos com cadeias públicas da região. Já temos um rigoroso controle de entrada e saída do prédio e logo blindaremos a frente, visando reforçar ainda mais a segurança do local. 

Estou nessa nova empreitada, junto com o poder público municipal, sobretudo para quebrar paradigmas da segurança pública, ou seja, oferecer um melhor atendimento à população, exercendo uma polícia judiciária voltada para a cidadania. É importante esclarecer que 80% das pessoas atendidas numa delegacia são cidadãos de bem, que merecem um tratamento decente do Estado, numa repartição adequada que atenda o interesse público – e a nova delegacia de Paulínia oferece tudo isso. Para finalizar, quem quiser tirar dúvidas ou conhecer as novas instalações é só me procurar na delegacia, individualmente ou em grupos, que terei o maior prazer em recebê-los”. 

Com as informações e o convite do delegado, vou ficando por aqui. Um fim de semana PROTEGIDO E ABENÇOADO POR DEUS. Beijos, abraços e até segunda-feira, dia da estreia da Doutora Joceli em Paulínia City. Au revoir!

Foto: JR Vedovello/Freelancer

Comentar