Com nota 4,4 no ranking do MPF, “Transparência” da Câmara de Paulínia está entre as piores do estado;...

Da Redação
09/12/2015 20:27:00
Com nota 4,4 no ranking do MPF, “Transparência” da Câmara de Paulínia está entre as piores do estado; Prefeitura recebeu 6,7, entre as 101 bem avaliadas

[imagem] Levantamento inédito do Ministério Público Federal foi divulgado hoje (9), Dia Internacional de Combate à Corrupção

Com questionário elaborado pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), o Ministério Público Federal (MPF), em atuação coordenada em todo o Brasil, avaliou, entre os dias 08 de setembro e 09 de outubro deste ano, os Portais da Transparência das Prefeituras e Câmaras de Vereadores dos 27 estados da federação e seus 5.568 municípios.


Entre os 645 municípios paulistas avaliados, o Portal da Transparência da Prefeitura de Paulínia recebeu nota 6,7, ficando na 101ª colocação. Já o “Transparência” da Câmara de Vereadores da cidade obteve nota 4,4 e aparece entre os piores do Estado, em 262º lugar.



O objetivo do levantamento inédito, divulgado hoje (09), Dia Internacional de Combate à Corrupção, foi verificar se prefeitos, presidentes de câmaras e governadores estão cumprindo a Lei Transparência de Gestão Fiscal, 131/2009, que obriga a publicação na internet de todas as receitas e despesas, além das licitações e dos contratos firmados pelo poder público.

A prefeitura de Campinas, principal cidade da região, dividiu o 26º lugar com o Guarujá e Ipuã – nota 7,7. As campeãs, com 9,3 são: Indaiatuba, São Paulo e Sorocaba. Já a Câmara “Nota 10” em transparência é a de Várzea Paulista. A segunda edição do levantamento está previsto para acontecer em abril do próximo ano.

Foto: Arquivo/CP IMagem

Comentar