Morre o “Beto do Omsa”, aos 65 anos, de aneurisma abdominal: um dos contadores mais tradicionais e respeitados da city, era considerado,...

Da Redação
08/12/2015 13:27:00
Morre o “Beto do Omsa”, aos 65 anos, de aneurisma abdominal: um dos contadores mais tradicionais e respeitados da city, era considerado, também, a “cara” do Lions Club de Paulínia!

[imagem] Natural de Olímpia (SP), à cerca de 330 quilômetros de Paulínia, Luiz Alberto de Oliveira, 65 anos, completados no último dia 1º de novembro, esposo da amaaaaaaaaada Sonia Cilotti, pai de Carol e Christian Oliveira, filhos do seu primeiro casamento, faleceu no início da noite de ontem (7), vítima de aneurisma da aorta abdominal. Deixa também uma netinha, filha de Christian.


Contador de profissão, era chamado por muitos de “Beto do Omsa”, em referência ao OMSA CONTABILIDADE, um dos escritórios contábeis mais tradicionais e respeitados da city, fundado em 1977, do qual era sócio e onde ele passou a maior parte da vida, cuidando da vida fiscal de inúmeras empresas paulinenses, sempre com muita competência e seriedade.

Além da contabilidade, Beto tinha uma outra grande paixão: o Lions Clube, a maior organização de serviços voluntários do mundo, com 46 mil unidades e 1,36 milhão de sócios – e Beto era um deles, aliás, o mais antigo do Lions Paulinense. A última gestão do “Companheiro Leão” (como são chamados os sócios da instituição filantrópica, sem fins lucrativos), ao lado da “Domadora Sonia” (como são chamadas as esposas dos “Companheiros Leões”), na Presidência do Lions local foi no biênio 2013/2014, cujo lema foi ”EDUCAÇÃO: FORMA, TRANSFORMA E INTEGRA”.

Neste período, Beto pilotou várias campanhas em prol da comunidade paulinense, entre elas, a “Visão e Saúde”, em parceria com a Clínica São Marcos e Ótica Carol, e “Incentivo à Leitura”, na Escola Estadual Núcleo Habitacional José Paulino Nogueira.  Beto, juntamente com a Comissão Social do Lions, doou aproximadamente 400 títulos para a biblioteca da escola, e proporcionaram aos estudantes consultas oftalmológicas gratuitas, que resultaram na doação de óculos, para quem precisava.

Apesar da aparência séria, Beto era extremamente simpático, informal e brincalhão e adorava contar piadas. De 1993, quando estreei no jornalismo social, para cá, Beto e sua inseparável Sonia desfilaram dezenas de vezes na minha coluna – Know-How. Desprovido de qualquer tipo de preconceito, Beto me inseriu na seleta lista de convidados especiais dos tradicionais jantares do Lions, onde, várias vezes, me senti homenageado. “Muito obrigado, querido, pela deferência de sempre, que me fez sentir mais importante do que realmente sou”.

Embora sempre discreto em relação à política, Beto militava na “velha guarda” do PSDB Municipal. Atualmente, era suplente do diretório tucano, presidido por André “Espinha” Zanovelo. Opinar sobre os acontecimentos políticos da city, apenas com quem confiava muito – nunca foi de falar pelos cotovelos sobre esse ou aquele político. Entretanto, do seu jeito, nunca deixou de exercer a cidadania com a consciência ímpar de um contador bem sucedido, esposo, pai e avô, que sempre quis e defendeu uma cidade melhor e mais justa, para todos.

Ninguém imaginava, mas a participação do “Companheiro Leão” Beto no jantar festivo aos 39 anos do Lions de Paulínia, sexta-feira (4), foi a última aparição pública dele – foi a última vez que ele falou pelos “Companheiros Leões” paulinenses. Um amigo em comum me contou que, no sábado (5) Beto acordou sentindo dores na região abdominal e achavam que era apêndice, mas, infelizmente, não era. Um exame de tomografia detectou o aneurisma e o querido amigo foi levado, urgentemente, para a mesa de cirurgia. Ele se recuperava bem, até a manhã de ontem (7). À tarde as coisas se complicaram e, para a surpresa e tristeza de todos nós, Beto acabou falecendo no início da noite. 

“Leões” ou não, centenas de amigos lotam o velório municipal, neste momento (13hs10min, desta terça-feira) para as últimas homenagens e despedidas ao queridíssimo.  Os amigos José e Lucila Pavan também foram despedir-se do homem sinônimo de CARÁTER, HONRADEZ E AMOR AO PRÓXIMO, que será sepultado, logo mais, às 15hs.

“DESCANSE EM PAZ, MEU QUERIDO. MUITO OBRIGADO POR TUDO QUE FEZ POR MIM E QUE DEUS O RECEBA DE BRAÇOS ABERTOS. À FAMÍLIA, DESEJO QUE NOSSO BONDOSO PAI CONFORTE SEUS CORAÇÕES E AMENIZE A DOR DA PARTIDA DESTE, QUE FOI, SEM SOMBRAS DE DÚVIDAS, UM GRANDE PAI, ESPOSO E AVÔ. MEUS MAIS SINCEROS SENTIMENTOS”.

Foto: Cedida

Comentar