"NET" DA CÂMARA FICOU MAIS CARA, porém, TRANSMISSÃO PIOROU E WI-FI É LIMITADO; Já gastaram mais de R$ 164...

Da Redação
11/11/2015 13:38:00
"NET" DA CÂMARA FICOU MAIS CARA, porém, TRANSMISSÃO PIOROU E WI-FI É LIMITADO; Já gastaram mais de R$ 164 mil, e NADA. Hoje (11), Pavan (PSB) apresenta Projeto Habitacional!

[imagem] Boaaaaaaaaaaaaaa taaaaaaaarde meus amoooooores. Vinte dias sem tricotar com vocês me deixou nervosa...ops!...nervoso (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Misericórdia! Como andei atarefadíssimo nesses últimos dias e não posso escrever essa coluna de qualquer jeito, preferi retomá-la hoje, com calma e muitos babados, pra não perder o costume.

E, começo logo arretado, com a palhaçada que está a transmissão das sessões da Câmara, pela internet. Em julho do ano passado, o ex-presidente da Casa, Marquinho Fiorella (PP) contratou a NC System por R$ 74.200,00, para implantar o serviço de transmissão online – a 14ª Ordinária do ano passado, dia 5 de agosto, foi a primeira a ser transmitida pela rede. 


O sistema foi testado nas duas sessões seguintes (19 de agosto e 02 de setembro) e apesar de problemas pontuais, deu pra “quebrar o galho”. Depois disso, foi um verdadeiro caos. A conexão caía o tempo todo, levava minutos para voltar, aparecia um vereador e a voz de outro, e nada de ninguém resolver o problema. Na época, jogaram a culpa no provedor da Vivo e na velocidade contratada de 6Mbps (megabits por segundo). Depois, a transmissão estabilizou e, mesmo com alguns defeitinhos, dava para o internauta assistir e, no meu caso, publicar quase em tempo real as principais “Frases das Sessões”, sucesso de visualização a cada quinze dias.

Aí, vira o ano, sai Fiorella (PP) da Presidência e entra Caprino (PRB), prometendo turbinar não apenas a transmissão das sessões, mas a Câmara toda, com troca de carpete e de lâmpadas, compra de carros zero, aumento de contrato de refeições e tantas outras despesas ordenadas por ele, de janeiro até agora.  Pois bem, em julho deste ano a velocidade da internet da  Câmara pulou dos míseros 6Mbps para 100Mbps, com a contratação da NT2 Telecomunicações, por R$ 89.990,00, para turbinar a navegação – com os R$ 74,2 gastos no ano passado, lá se vão R$ 164.190,00 do bolso da população. Que maravilha! #SQN

Em vez de melhorar, a transmissão piorou. A conexão caí muito mais do que antes, é rara a sessão que não dá problema e já chegou a ficar fora do ar uma sessão inteirinha. Ontem (10), por exemplo, deu problema de novo – a transmissão começou atrasadíssima e sem o som da plateia. Pra mim, aqui, só apareceu quando a maioria dos vereadores já havia usado a Palavra Livre. Um absurdo. São 15 (quinze) dias de intervalo, entre uma sessão e outra, que poderiam ser aproveitados para detectar o que está ocasionando os problemas, e resolvê-los de uma vez por todas. Mas, parece que a moda na Câmara, hoje, é aumentar custos e diminuir a qualidade - a refeição servida pela Casa que o diga.

Na época da contratação da NT2, prometeram abrir o WiFi para a população conectar-se, enquanto aguardava para ser atendida pelos vereadores. Que nada. Para usar o WiFi de lá, a pessoa precisa bater na porta do setor de Informática ou da Diretoria Geral, pois apenas os técnicos Anderson Steca e Fábio Cecconelo, e o diretor David Rodrigues podem inserir a senha nos celulares dos visitantes. E se a pessoa não encontrar nenhum dos três, “cuma é que fai”? Outro absurdo. A senha do WiFi, pago pelo povo, deveria ser afixada em local bem visível, no hall da Casa, para o povo usar – #SQN. Liberado à vontade apenas para vereadores e servidores. 

É bom deixar claríssimo que esta é uma determinação exclusiva da Presidência – os demais vereadores não têm nada a ver com o pato. Mas também, nem devem questionar a Presidência sobre esse tipo de coisa, pois, outro dia, um servidor legislativo me disse o seguinte: “O Presidente faz o que quer, como todos os outros fizeram”. Pois é! É por essas e outras que, em uma das colunas passadas, perguntei o seguinte: O LEGISLATIVO FISCALIZA O EXECUTIVO E QUEM FISCALIZA O LEGISLATIVO? Eu, que não sou (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).

Falando em sessão, fiquei sabendo que a ex-diretora do PAS, Aristeia Aparecida Rodrigues “causou” na de ontem. Me parece que ela lidera um movimento de professores pela implantação do plano de cargos e carreira da categoria. A sessão foi interrompida por alguns minutos, para os vereadores conversarem com os professores presentes. Após a conversa, o presidente Caprino (PRB) informou ter ficado combinado com os servidores a criação de uma comissão, para tratar do assunto de forma oficial e organizada. 

Depois disso, a vereadora Angela Duarte (PRTB) lembrou que a FGV – Fundação Getúlio Vargas foi contratada para fazer o plano tão reivindicado pelos servidores, entretanto, por falta de pagamento do contrato, na gestão do prefeito cassado Moura Junior (PMDB), os trabalhos foram paralisados e só retomados em abril deste ano, dois meses após Pavan (PSB) reassumir. Pois é, pois é!!!

Falando no espirituoso, logo mais, às 14h30 de hoje (11), Pavan (PSB) apresentará à imprensa o Projeto Habitacional de sua administração para Paulínia City. Pelo visto, vem coisas boas por aí. Em instantes, estarei indo para lá e na volta conto tudinho.

Bem meus amoooooooores, por hoje, é só. Uma excelente tarde para todos e que DEUS ESTEJA SEMPRE, SEMPRE CONOSCO. Muitos beijos e abraços. Au revoir! 

Foto: Divulgação/PMP

Comentar