“Outubro Rosa” terminou domingo (25), com muita zumba no “Malavazzi” e primeira-dama reforçando a importância...

Da Redação
27/10/2015 14:07:00
“Outubro Rosa” terminou domingo (25), com muita zumba no “Malavazzi”  e primeira-dama reforçando a importância da prevenção contra o câncer de mama e do útero

[imagem] Lucila Pavan também distribuiu adesivos e folhetos da campanha, realizada pelo Fundo Social de Solidariedade de Paulínia, em parceria com a prefeitura da cidade


A campanha “Outubro Rosa”, realizada pelo Fundo Social de Solidariedade de Paulínia, em parceria com a prefeitura da cidade, terminou no último domingo (25) com um "aulão" de zumba, no Parque Malavazzi. De acordo com a assessoria de imprensa municipal, aproximadamente 300 mulheres participaram do evento, comandado pelo professor de zumba Rafael Varandas e promovido pelas  Secretarias de Recursos Humanos e Esportes e Recreação de Paulínia.

A campanha foi encerrada oficialmente pela presidente do Fundo Social de Solidariedade e primeira-dama Lucia Pavan, que distribuiu adesivos e brindes, além de folhetos sobre a importância da  prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e do colo do útero.
 
Para Lucila, a campanha alcançou seu objetivo na cidade. “Durante todo o mês realizamos várias ações e palestras, alertando as mulheres sobre os cuidados com o corpo e a necessidade de procurar atendimento médico, assim que sentirem qualquer alteração”, disse ela, por meio da assessoria.  A campanha percorreu todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), Hospital Municipal, Câmara Municipal, Paulínia Shopping, entre outros lugares visitados pela presidente do Fundo. 
 
“Outubro Rosa”
A Campanha “Outubro Rosa” tem como objetivo alertar as mulheres sobre os riscos e a necessidade do diagnóstico precoce para a prevenção das referidas doenças. No caso do câncer de mama e do colo de útero, a enfermidade chega de forma silenciosa. A maior parte das mulheres só identifica a doença quando ela já está em desenvolvimento, por isso, a necessidade da prevenção para a descoberta precoce do problema.

Foto: Assessoria de Imprensa/PMP

Comentar