VENCEU A LIBERDADE DE EXPRESSÃO. PERDEU QUEM NÃO ACEITA CRÍTICAS; Valadão x André Espinha; A “altivez”...

Da Redação
09/09/2015 14:10:00
VENCEU A LIBERDADE DE EXPRESSÃO. PERDEU QUEM NÃO ACEITA CRÍTICAS; Valadão x André Espinha; A “altivez” de Palito (SD); PSDC VAI PARA O GOVERNO? Dixon não confirmou, nem desmentiu; QUE TEMPORAL!

[imagem] Boaaaaaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaaarde meus amoooooooores!!! Gente do céu, não estava na city na hora do temporal, mas pelos estragos que vi o babado foi fortíssimo. A minha querida Dona Mary Paes disse que nunca sentiu tanto medo na vida. Misericórdia! Árvores caídas para tudo quanto é lado, quase todos os bairros sem energia – em muitos o serviço só foi restabelecido hoje cedo. A Defesa Civil de Paulínia contabilizou as ocorrências e logo divulgaremos os números oficiais. Segundo a meteorologia, o tempo continuará nublado, com aberturas de sol à tarde e garoa à noite. Ainda bem, pois um temporal atrás do outro ninguém merece. Avante! 


O prefeito Pavan (PSB) convocou coletiva para amanhã (10), às 09h, na Sala de Imprensa do Paço Municipal. Na ocasião, o espirituoso apresentará um plano de trabalho para os próximos 15 meses de mandato, além de fazer um balanço sobre o saneamento das contas públicas, de fevereiro, quando assumiu o governo municipal, para cá. Vamos conferir o que o prefeito e seus secretários reservam para a city.

Quem não lembra do magote de novas secretarias municipais (cinco) que, só em salários, custariam mais de R$ 63 milhões aos cofres públicos paulinenses? Tinha até a de “Assuntos Institucionais e Federativos (SEMAIF”), aquela com escritórios de Paulínia City pelo mundo e que se tivesse sido aprovada e os autores da ideia ainda estivessem no poder a “ponte aérea” Paulínia/Orlando (EUA) sairia do bolso do povo. Pois bem, na época, o rabino ocioso, a ex-diretora do PAS e tantos outros que integravam o governo passado não achavam nada absurdo – tudo era lindo, “muito mais do lindo, very, very beautiful”.  

Já a criação da Agência Reguladora dos Serviços Públicos de Paulínia (ARSPP), cuja estrutura completa (pessoal, despesas patronais, material de consumo, passagens, serviços de terceiros, obras e reformas, equipamentos e materiais permanentes) custará 3 milhões e 100 mil reais ao ano é o apocalipse (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Ah vááááááááá! Disse e repito: rodilha na cabeça faz um bem danado para as mentes desocupadas.

Um passarinho me contou que o ex-vereador Palito está exalando arrogância, por onde passa. Dizem até que a postura “altiva” do pré-candidato a prefeito do Solidariedade (SD) estaria gerando conflitos com a direção do partido. Vejam bem, se for verdade, Palito deve rever isso imediatamente, pois é o tipo de coisa que não combina nada com quem deseja ocupar o cargo mais alto do Executivo Municipal - concordam?

Já o empresário André Zanovello, presidente do PSDB local, era só sorrisos e simpatia no 4º Zap Fest, quarta passada, no Teatro Municipal “Paulo Gracindo”. Acompanhado do vereador Valadão (PROS), o tucano me disse bem assim: “fotografa essa dupla (ele e Valadão), pois você ainda vai ter muito o que falar”. Seria a provável ida de Valadão para o PSDB ou uma eventual “dobradinha” em 2016? Infelizmente, não consegui concluir uma coisa ou outra, pois  André Espinha apenas soltou a “pérola” e “sartou” fora, não me dando tempo de esmiuçar nada. Mas, estou na bota desse babado (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).

E as articulações políticas, visando as eleições municipais de 2016 estão fervendo. Outro dia me contaram que os vereadores Edilsinho Rodrigues (PPS), Danilo Barros (PCdoB) e Du Cazellato (PP) estiveram confabulando com o prefeiturável Dixon Carvalho – a dúvida, hoje, é se pelo PSDB ou PR. Chamei Dixon “inbox”, mas ele não confirmou e nem desmentiu o suposto encontro com os edis. “Desculpa mais não posso divulgar detalhes sobre articulação política”, respondeu. Huuum!!!

Já o PSDC, segundo fonte confiável, deverá integrar a base pavanista. O presidente do partido Laercio Giampaoli, que foi secretário de Transporte na gestão passada, já teria discutido com alguém muito próximo do espirituoso Pavan (PSB) sobre o espaço que o partido vislumbra ter no governo. Com as mudanças nas regras da fidelidade partidária, parece que a possibilidade do PSDC perder os dois vereadores que tem hoje na Câmara estaria motivando, ainda mais, a composição.  Flávio Xavier, que substituiu a amada Simeia Zanon, e João Pinto Mota estão na base governista e assim – dizem -  pretendem continuar. 

VENCEU o direito à informação jornalística e à liberdade de expressão. PERDEU um homem que tornou-se público, quando elegeu-se vereador, mas que não aceita sujeitar-se à crítica pública. Estou falando do Correio Paulinense Online e do atual presidente da Câmara da City, Sandro Caprino (PRB), que processou nossa empresa jornalística, simplesmente, porque o chamei de evangélico, nesta coluna, dia 28 de fevereiro do ano passado (leia). Além de achar uma ofensa ser chamado do que efetivamente ele é, Caprino (PRB) ainda pediu para a Justiça nos impedir de continuar o chamando assim - UMA TENTATIVA ABSURDA DE CENSURAR O NOSSO TRABALHO.

Maaaaaaaaaaaas, graaaaaaaaaaaaaças a Deus censura e ditadura já se foram há muuuuuuuuuuuuuitos anos e a Justiça ratificou O TEMPO DA ABENÇOADA DEMOCRACIA EM QUE VIVEMOS, julgando improcedente, na verdade, “a tentativa do vereador de nos calar”.  Aliás, sobre isso, disse ao próprio Caprino (PRB) que não perdesse seu tempo, pois não me intimido com retaliações, seja jurídica ou de qualquer outra espécie. 

Sou responsável por tudo que escrevo e me submeto, a qualquer tempo, ao crivo da Justiça, por qualquer eventual exagero que venha a cometer, no meu direito de informar e opinar sobre ele ou qualquer outro político da city. Se errei, aceitarei e cumprirei as sanções me impostas pela LEI, pois jamais me senti ou me sentirei ACIMA DELA. Mas, querer me calar com esse tipo de manobra, ESQUECE.  Tá dito!

Por hoje, chega. Uma excelente tarde de quarta-feira para todos nós e que NOSSO DEUS, TODO PODEROSO, CONTINUE NOS GUIANDO, ABENÇOANDO E PROTEGENDO. Muitos beijos e abraços. Au revoir!

Comentar