PORRADA NO “BARÃO DO CAFÉ”?; Paula, cadê as fotos das casas construídas pela FDDIP? Quem são as novas...

Da Redação
20/07/2015 13:56:00
PORRADA NO “BARÃO DO CAFÉ”?; Paula, cadê as fotos das casas construídas pela FDDIP? Quem são as novas estrelas do PMDB local? QUANTO CUSTARÁ A TROCA DE LÂMPADAS DA CÂMARA?

[imagem] Boaaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaaaarde meus amoooores! Que semana fervida, a passada, hein? Misericórdia! Seria cômico, se não fosse trágico, o famoso Capivara perambulando pelos corredores da prefeitura local, querendo pedir ao espirituoso Pavan (PSB) a antiga Fazenda Paraíso, para construir casas com dinheiro Minha Casa Minha Vida. Primeiro, a fama deste senhor não é nadinha boa, quando o assunto é construção de moradia.Segundo, a FDDIP ainda sequer está habilitada junto aos órgãos competentes (Caixa e Ministério das Cidades), segundo declarou o próprio técnico da Associação, Daniel Messias (entrevista). Terceiro, embora a sentença não seja definitiva (cabe recurso), todos sabem que Capivara, a mulher dele, Paula Fernanda, e outro diretor da FDDIP foram condenados por estelionato (em Americana) contra três dezenas de associados humildes e carentes de informação (leia)

O juiz da 2ª Vara Criminal de Americana, André Carlos de Oliveira, disse que, por lá, a FDDIP angariou dos associados quase R$ 218 mil, sem ter construído uma casa ou doado um lote sequer.Paula Fernanda, presidente da Associação comemorou, no Facebook, os 4 anos da Associação (dia 7 de junho) afirmando que “muitas famílias adquiriram suas casas próprias, através da FDDIP”, mas não postou nenhuma foto das supostas moradias construídas. “Dona Paula, mostre fotos das casas construídas por sua Associação”.

Segundo ela, a FDDIP tem mais de 800 associados. Se isso for verdade e imaginando que cada associado pague R$ 100,00/mês o faturamento mensal da FDDIP seria de, no mínimo, R$ 80 mil, e anual de quase R$ 1 milhão de reais. É muito dinheiro, para nenhuma casa ou terreno, até agora. 

Não é de hoje que venho alertando os Poderes locais sobre esse pessoal, que instalou-se na city para fazer o mesmo que fizeram em Americana. Porém, em vez de frear as ações, no mínimo, suspeitas da FDDIP e seus “cabeças”, por aqui, o prefeito cassado Moura Junior (PMDB) chegou ao cúmulo de ceder o Ginásio de Esportes do João Aranha para Capivara, Paula e Cia “venderem” as tais casas ecológicas, para a camada paulinense sem house própria. E mais, ainda esteve no acampamento da Associação, instalado em uma fazenda na divisa Paulínia/Americana, e lá, declarou apoio ao projeto. É mole? Depois, diante das denúncias feitas pelo Correio Paulinense, o ex-prefeito recuou e até desmentiu Capivara, publicamente. A Câmara ensaiou, ensaiou convocar Capivara para explicações, mas, até hoje, o “cowboy” não pisou na Casa de Leis para este fim. 

Agora, assistimos Capivara, de peito estufado e sorriso largo, usando o sonho da casa própria das pessoas, principalmente as mais carentes, como ferramenta para conseguir fincar a FDDIP de vez, em Paulínia City – resultado da cumplicidade e omissão dos Poderes Públicos locais. Será que a Caixa Econômica e o Ministério das Cidades conhecem a capivara da FDDIP? Em minha opinião, isso tem que ser colocado na mesa da reunião de amanhã (21), pois não é possível que o Minha Casa Minha Vida – Entidades não leve em conta a “folha corrida” das associações que pretendem receber verbas do tesouro nacional, para construção de casas populares. 

Daniel Messias, técnico da FDDIP, disse que a Caixa paga R$ 75,00 por metro quadrado de terreno, para a entidade habilitada. Fazendo de conta que o metro quadrado da antiga Fazenda Paraíso custe esse valor, os 784 mil m2 da área sairia por quase R$ 60 milhões. Uma baba, ne? E Capivara quer justamente a Paraíso, com “Evas” e tudo, só que de graça - #sqg (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Ah, me poupe. Esse povo pensa que é assim: pressionar, pegar o terreno do povo e usar a seu bel prazer. Ah, dá licença! Paulínia tem Prefeito, Secretário de Habitação, Programa Habitacional próprio e não pode ficar refém de Associação e Diretores duvidosos. Tá falado!

Mudando de assunto. Uma gaivota me contou que a ex-diretora Aristeia Rodrigues e Nany Camargo, atual namorada de Moura pai, teriam se estranhado feio, durante uma reunião na mansão do Barão do Café. Eitaaaa! Será que saiu umas porradinhas (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas)? Por conta disso, “Aris”, como é chamada pelos íntimos, teria rompido com o grupo mourista e parece que vai virar petista.

Falando em trocar de partido, a pedido de Moura pai, segundo me falou um “passarinho 15”, Arthur Freire está à frente da megacampanha de filiação ao PMDB local e, pelo que andei vendo nas redes sociais, o advogado já conseguiu fisgar muitas estrelas, como Cezinha, Paulo Angelim, Iria Onira, Grimaldo dos Reis, Rogerio Douglas, Mauro Rodrigues, entre outras. Se não estou enganado, a maioria desses era do meu partido, o PDT. Oxi! No passado, eles queriam me expulsar de lá, não conseguiram e agora debandaram da legenda. Maldade isso, hein (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas)?

A contratação de uma empresa especializada para trocar as lâmpadas do Prédio “Ulisses Guimarães” (Câmara da City) está dando o que falar (leia matéria). A escolha da empresa acontecerá nesta quarta-feira, dia 22, e o custo do serviço não deve sair nada barato. Questionei a Presidência da Casa sobre a necessidade desta inusitada despesa com o dinheiro público, mas, até agora não recebei um “a” de resposta. Essa “indiferença que me mata” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas) está com os dias contados. Me aguardem!

Bem meus amooooores, por hoje é só. Uma semana iluminada, abençoada, maravilhooooooooooooooooosa. QUE NOSSO AMADO PAPAI DO CÉU NUNCA NOS DESAMPARE. Muuuuuuuitos beiiiiiiiiiijoooooooooos e abraaaaaaaaaaços. Au revoir!

Comentar