ENFERMEIRA QUE ATENDEU CELULAR, ENQUANTO ATENDIA O BEBÊ SAMUEL, poderá responder processo disciplinar; SECRETÁRIO DIZ QUE O...

Da Redação
29/06/2015 15:08:00
ENFERMEIRA QUE ATENDEU CELULAR, ENQUANTO ATENDIA O BEBÊ SAMUEL, poderá responder processo disciplinar; SECRETÁRIO DIZ QUE O MENINO NÃO PRECISA MAIS DE VAGA EM UTI; Baixa audiência; E o “Paulínia 2024”?

[imagem] Boaaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaarde meus amoooooooores! O caso da enfermeira paulinense que atendeu o celular enquanto atendia o bebê Samuel, de apenas três meses, no HMP será apurado pelo Departamento Disciplinar da Prefeitura de Paulínia. A suposta negligência foi filmada pela família do menino e repercutida pela imprensa, como um descaso inaceitável. Pelas imagens divulgadas no “São Paulo no Ar”, da Record, a enfermeira segura a sonda com o leite que Samuel está tomando, quando o telefone toca e ela atende/desliga em questão de segundos. 


Na manhã de hoje, o secretário de Saúde, Ricardo Carajeleascow, me disse que a enfermeira estará de plantão amanhã (30), quando deverá ser ouvida. A boa notícia é que Samuel, com problemas asmáticos, não precisa mais de UTI e está se recuperando na enfermaria. “Mesmo assim mantivemos ele na central de vagas do Estado. Até surgiu uma vaga em Jundiaí, mas a família optou por não aceitar”, afirma o secretário. 

Uma coisa puxa a outra. Consegui apurar que o estatuto do funcionalismo público municipal não permite, por exemplo, que um profissional acusado de negligência seja advertido (verbal ou por escrito) ou até mesmo afastado temporariamente de suas funções, pelo titular da pasta em que ele trabalha. Apenas o Departamento Disciplinar, vinculado à Secretaria dos Negócios Jurídicos da Prefeitura, pode realizar os procedimentos internos administrativos e decidir sobre eventuais punições ou não. Pois é, pois é!

Após a quarta sessão extraordinária do ano, sexta-feira (26), os vereadores entraram em recesso e só voltam dia 04 de agosto, quando acontece a primeira ordinária do segundo semestre e 12ª do ano.  Falando nisso, tenho observado a baixíssima audiência do Canal da Câmara da City no YouTube. Lá, o departamento de informática da Casa publica todas as sessões na íntegra, uma opção importante para quem não conseguiu assistir os trabalhos pessoalmente, no Plenário, ou ao vivo, pela internet. Implantada na gestão do presidente Fiorella (PP), a transmissão das sessões pela internet foi um ganho importantíssimo para a sociedade paulinense, que pode acompanhar os trabalhos do Legislativo, sem sair de casa. 

Uma coisa é fato:: a população quase não acompanha o trabalho dos vereadores. E isso não acontece só em Paulínia. O desinteresse pelas sessões das Câmaras, em todo o país, é muito grande. Com isso, muitos parlamentares deitam e rolam, apresentam e aprovam projetos absurdos e só depois a maioria das pessoas fica sabendo. É preciso mudar isso. 

Pela Câmara de Vereadores passa a maioria absoluta dos projetos que interferem diretamente na vida de todos, por isso, é dever da população estar sempre bem atenta às sessões e se manifestar, sempre que necessário for. Não adianta eleger o sujeito e depois esquecê-lo no cargo. Tem que acompanhar as sessões para poder fiscalizar e cobrar dos vereadores. Criticar ou elogiar sem fundamento não é o caminho correto. Perdeu a sessão ao vivo? Então clique aqui e assista. É muito importante!

Está previsto para 5 de agosto próximo, o lançamento do “Fórum Paulínia 2024”, de autoria do Danilo Barros (PC do B) e que deverá custar cerca de R$ 80 mil aos cofres públicos. A proposta consiste em chamar a população para discutir os problemas da city, mas pela fala do vereador, na Extraordinária de sexta (26), parece que o interesse pelo evento, dentro da própria Casa, não tem sido lá essas coisas. Com duas datas de agosto ainda em aberto, Ao colega que por ventura não possa participar do Fórum, Danilo pediu que avise à empresa organizadora do evento, pois ele tem interesse em ampliar a sua participação nos debates. Após a sessão, os edis se reuniram na Presidência.

E o Jornal da Câmara, hein? Até agora nenhuma licitação para contratação das empresas que vão arte-finalizar, imprimir e distribuir o quinzenário legislativo, cuja criação foi aprovada no dia 23 de abril e promulgada pelo presidente Caprino (PRB) cinco dias depois. Quando o Projeto de Resolução (PR) 02/2015 foi pautado, perguntei "QUEM VAI IMPRIMIR O JORNAL DA CÂMARA", já que o texto do PR só fala de contratação para diagramar e distribuir o quinzenário, que terá 20 mil exemplares/mês. Vamos aguardar os próximos procedimentos e, principalmente, quanto o jornal custará ao bolso do contribuinte paulinense.

Bem meus amores, por hoje é só. Uma semana abençoada para todos nós e COBERTA PELA PROTEÇÃO DO SENHOR DOS SENHORES. Muitos beeeeeeeeijos e abraaaaaaaaaaços! Au revoir!

Foto: Reprodução/São Paulo no Ar (Record)

Comentar