JOÃO NATANAEL É O “TERROR” DE CABRAL: candidato à reeleição, sindicalista delira que Nata quer o...

Da Redação
16/06/2015 17:09:00
JOÃO NATANAEL É O “TERROR” DE CABRAL: candidato à reeleição, sindicalista delira que Nata quer o controle do sindicato; TRE ADIA JULGAMENTO DE HOJE; Iria e sua preocupação com a categoria, quand

[imagem] Boaaaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaaaaarde meus amoooooores. O TRE adiou para a próxima terça-feira, dia 23, o julgamento do RE (Recurso Eleitoral) 9548/13, que apurou o uso indevido, em 2012, do Jornal Tribuna e Site Alerta Paulínia, de propriedade da dupla Wilson Machado & Arthur Freire, ex-secretários de Indústria e Comércio e Negócios Jurídicos, respectivamente, no governo do réu no processo e prefeito cassado Edson Moura Junior (PMDB).  Com isso, a decisão de hoje (16) será tomada pelo colegiado eleitoral, juntamente com a de mais um processo sobre a fraude (substituição de pai pelo filho) e outro uso indevido do jornal e site de Machado e Freire, que provarão do mesmo veneno duas vezes, no mesmo dia. Já na próxima quinta-feira, dia 18, o TRE julgará um dos dois processos, o 817-19/12, em que Moura Junior (PMDB) foi condenado pelo juízo eleitoral da city,  por suposto “arrastão” de compra de votos, nas eleições 2012. 

Falando em eleições, as que irão eleger a nova Presidência do Sindicato dos Servidores de Paulínia acontecem hoje (16), amanhã (17) e quinta (18). Como já adiantei, decidi não me intrometer nesse quiproquó, porque quando disse que Cabral, candidato a reeleição, estava usando politicamente o servidor na greve de 2011 fui acusado por um carreirista e presepeiro, sem credibilidade nenhuma junto a categoria, de ser contra o funcionalismo. O tempo mostrou que eu estava certo, pois ele e o Cabral se “ajeitaram” com o cassado Moura Junior (PMDB), os servidores que embarcaram na deles perderam dois meses de salários e, a população foi covardemente prejudicada com a paralisação de serviços essenciais. 

De julho de 2013 a fevereiro deste ano, Moura Junior (PMDB) atrasou o salário dos servidores, várias vezes, o holerite de dezembro passado só foi pago dia 8 de janeiro deste ano, tirou do salário da categoria quase 27 milhões de reais, entre INSS e Pauli Prev, mas não repassou as contribuições aos respectivos órgãos, e o que eles (Cabral e o presepeiro) fizeram? NADA. Não sou servidor público, nunca fui, mas como jornalista sempre acompanhei as eleições sindicais da city, exceto esta, a qual deixei a “cobertura exclusiva” para o presepeiro, o mais fajuto dos defensores da categoria, que apareceu nos últimos tempos (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). O funcionalismo público da city já sabe o que aconteceu por trás da greve de 2011 e, principalmente, quem são essas figuras, portanto, que decida nas urnas o melhor par si.

Os mouristas interessados na continuidade de Cabral, que há 10 anos está à frente do sindicato, fingem desinteresse na eleição, criando factoides, achando que os eleitores (servidores) são tapados. Por exemplo: em seu informativo de campanha, Cabral diz que o sonho de João Natanael de Souza, o Nata, é ter o controle do sindicato, por isso estaria, apoiando um de seus oponentes na disputa. No informe, o candidato à reeleição sindical também afirma que foi Nata quem fechou a Fupespp, em 2006, quando era secretário de Educação. O que uma coisa tem a ver com a outra?  Aliás, o que Nata tem a ver com o Sindicato, se nem servidor (concursado ou comissionado) público ele é? Cabral sabe muito bem que quem fechou a Fupespp, assim como ameaçou fechar a Guarda Municipal, foi  seu ídolo Edson Moura, pois secretário disso ou daquilo, em qualquer governo mourista, não apita e nem decide nada.

Imaginando que Nata tivesse algum tipo de interesse na eleição sindical em curso, como delira Cabral, o filho da amaaaaaaaaaaaaada Dona Tereza Pereira de Souza deve representar uma grande ameaça para reeleição do sindicalista, pois foi até protagonista (manchete e charge) de capa do informativo de campanha do referido candidato. Oxi! Ao requentar um fato ocorrido em 2006, que nada tem a ver com a eleição, e fantasiar que Nata quer o controle do Sindicato, Cabral está reconhecendo que o baixinho, mesmo não sendo (repito) servidor concursado ou de confiança, tem mesmo cacife para derrotá-lo nas urnas. Esse Nata é o bicho da goiaba mesmo (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Nem enfurnado em Brasília e vindo esporadicamente na city, o irmão do amado Zaqueu não deixa de azucrinar e ameaçar os pilares dos mouristas, dá licença, saí fora, deixa “dilssooooo” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).

 Como são burros. Um cara que está há uma década no comando do sindicato não precisa usar nenhuma outra “arma” para conseguir a reeleição, se não o PRÓPRIO TRABALHO que desenvolveu, durante esse período. Concordam? Ele que conquiste os votos dos colegas mostrando o que de fato fez pela categoria, nesse tempo, e não inventando interesse de fulano ou beltrano pelo “osso” que ele não quer largar nem por cem conto e uma cocada (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). 

Quem tem Iria Onira da Silva e o ex-chefe do Serin como cabos eleitorais, vai precisar de Nata, que (repito, mais uma vez) nem funcionário público é), pra quê?  Aliás, lendo a ex-presidente do sindicato, Iria, dizendo que tem grandes divergências com Cabral, mas não admite o atrelamento do sindicato ao governo municipal, gargalhei. Gargalhei mais ainda, quando ela disse: “O que mais me preocupa são os interesses que estão por trás desse apoio (o suposto apoio de Nata e Pavan a um dos concorrentes de Cabral) e o que vai custar para a Categoria”. 

“Ah, Iria, poupe seus colegas servidores de tanta falsidade e hipocrisia. Onde estava a sua preocupação com a categoria, quando Moura Junior (PMDB), que a nomeou Assessora Especial com salário mensal de R$ 9 mil por mês, passou a atrasar os salários, deixando, inclusive, os servidores sem dinheiro em pleno mês de dezembro passado? Onde estava a sua preocupação com a categoria, quando as contribuições do INSS e Pauli Prev, foram descontadas do holerite do funcionalismo, inclusive do seu, e não repassados aos institutos? Você foi no gabinete do prefeito cassado perguntar: PREFEITO, MOURA JUNIOR, CADÊ NOSSO DINHEIRO? Onde estava a sua preocupação com a categoria em relação ao pagamento dos dois meses de salário da greve, que seus colegas não receberam até hoje? VOCÊ ALGUMA VEZ COBROU DO SEU EX-PATRÃO? E, finalmente, onde estava você e sua preocupação com a categoria, enquanto o seu prefeito judiava dos seus colegas, fazendo tudo isso? Você exigiu que Cabral tomasse providências? Ah váááááá!!! Você, Cabral e o presepeiro que me acusou de ser contra a categoria, na época da greve, são todos farinha do mesmo saco”. Ah, é muita cara de pau viu!

Por hoje chega, pois esse povo me estressa. Eles que fiquem virados na besta fubana comigo, pois agora eu vou pegar o cavalo de João Dantas e almoçar (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Uma semana espetacular para todos nós, sempre sob as BÊNÇÃOS E PROTEÇÃO DE DEUS, NOSSO PAI. Beijos e abraços. Au revoir!

Foto: Reprodução/Internet

Comentar